Convergência Digital - Home

Embratel: Ao definir preferência pela nuvem, governo agiliza jornada digital

Convergência Digital
Por Luis Osvaldo Grossmann* - 22/04/2019

Novas tecnologias e o salto exponencial das redes com o 5G ampliam o potencial de serviços em computação em nuvem. E o governo tem tudo para liderar o uso de modernas ferramentas, como inteligência artificial e aprendizado de máquina, aponta o gerente executivo de vendas de TI da Claro Brasil, Odélio Horta Filho.

“Vemos uma continuidade. Teve a nuvem pública do TCU e a contratação do Planejamento, que virou o Ministério da Economia.  Fica claro que cada vez vai ter mais itens de serviços nas compras governamentais, incluindo inteligência artificial, computação cognitiva e machine learning, tecnologias que permitem entender melhor o cidadão e dar respostas mais rápidas”, avalia.

A infraestrutura é componente básico e a evolução das redes para o 5G vai ampliar o potencial da cloud. “Estamos avançando na conectividade. Estamos evoluindo para o 5G, que vai habilitar novas funcionalidades de IoT, principalmente o processamento na ponta, com latência baixa”, lembra o gerente da Claro Brasil.

As compras governamentais e a adoção das novas tecnologias no setor público serão tema de debate no Brasscom TecFórum, que acontece nos dias 24 e 25 de abril, em Brasília. Assistam a entrevista com o gerente executivo de TI da Claro Brasil, Odélio Horta Filho.


Recrutadores e a dura tarefa de contratar cientistas de dados

O maior gargalo é encontrar profissionais adequados às demandas das empresas e o Brasil, hoje, é um exportador de talentos para outros países.

Destaques
Destaques

Metade das empresas no Brasil não confia na própria análise dos dados

Levantamento da Serasa Experian mostra ainda que 42% das companhias brasileiras admitem perder dinheiro com a má qualidade das informações. Má governança é vista como um desafio a ser superado. O mais grave: mais de 70% destão sem estratégia para superar essa etapa.

Dataprev vai comprar Inteligência Artificial e exige uso da nuvem pública

Estatal de TI não revela o montante a ser pago, mas diz que contrato será de 24 meses e inclui capacitação técnica dos funcionários, no modelo de serviços por demanda. Propostas devem ser enviadas até o dia 20 de julho.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Transformação digital exige eficiência no gerenciamento

Por Luiz Fernando Souza*

Prevenir é sempre melhor do que remediar. Essa é uma máxima que precisa ser aplicada à transformação digital, e vale quando falamos da gestão dos servidores. E as razões são simples: é menos sofrido, menos dolorido e mais barato manter uma rotina de trabalho focada na manutenção, preservando com inteligência dados e sistemas.

Jornada para a nuvem: evite as armadilhas e faça a coisa certa

Por Fábio Kuhl*

Até bem pouco tempo, a nuvem era inovação, hoje me arrisco a dizer que, em breve, uma commodity.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site