Convergência Digital - Home

SAP tem a ambição de mudar como se compra na nuvem

Convergência Digital
Por Roberta Prescott* - 07/05/2019

A jornada rumo à empresa inteligente está baseada na economia da experiência, na qual a plataforma digital integra tecnologias inteligentes e gerenciamento de dados; e conta com soluções que combinam dados de experiência (X-data) com dados operacionais (O-data) para medir e aprimorar as quatro principais experiências de negócios — as de clientes, funcionários, produtos e marcas.

"Nós construímos um forte portfólio de produtos para o mundo híbrido, pelo qual as empresas podem operar tecnologias líderes e fazer o gerenciamento de dados com base no SAP Hana e, assim, moverem-se em seus próprios ritmos na jornada da inovação", ressaltou Bill McDermott, CEO da SAP, na abertura do Sapphire Now, nesta terça-feira, 07/05, evento que reúne cerca de 30 mil pessoas nesta semana em Orlando (EUA).

"Nós temos de desenhar e desenvolver a empresa inteligente, desde a perspectiva do cliente e do empregado", acrescentou Christian Klein, chief operating officer da SAP. O executivo enfatizou que há três grandes impulsionadores nesta direção: inovação com inteligência artificial, que segue no foco da SAP; análise em tempo real; e integração das soluções. "A integração do nosso cenário de soluções fornece uma vantagem competitiva no mercado, porque, especialmente na era digital, é preciso assistir a novos modelos de negócios e ao cliente. A experiência do cliente mudou", disse.

Seguindo esta linha, McDermott sinalizou que os dados coletados dos clientes, empregados, marcas e produtos deveriam estar guiando os sistemas operacionais das companhias. "Os X-data estavam desorganizados ou nem existiam. SAP tem de ser a plataforma que combina X-data e O-data para direcionar uma personalização em larga escala. Para isto achamos o parceiro ideal", ressaltou o CEO, antes de chamar ao palco Ryan Smith, CEO e cofundador da Qualtrics International, firma adquirida pela SAP por US$ 8 bilhões em dinheiro no fim do ano passado.

As conversas entre SAP e Qualtrics começaram há dez meses. A compra foi anunciada em novembro de 2018 e concluída em janeiro deste ano e faz parte de uma jornada de fusões e aquisições da multinacional alemã para transformação de suas soluções para nuvem e para uma abordagem mais holística das soluções. Desde 2010, a SAP aportou US$ 70 bilhões em inovação. Atualmente, a empresa conta com 100 mil funcionários alocados em 190 países.

Ao comentar a compra pela SAP, Smith revelou que preparava a empresa para abrir capital. Com o IPO visava levar o gerenciamento da experiência (experience management, em inglês) para todo o mundo. "Mas daí encontrei o Bill e a SAP e ficou claro desde o primeiro encontro que nós poderíamos fazer algo juntos", revelou.A meta é ambiciosa: transformar completamente a nuvem e a competição entre as empresas.

"Com o avanço da internet, mídias sociais, smartphones... nunca foi tão fácil para os clientes, funcionários e stakeholders avaliarem quais companhias estão entregando a melhor experiência e quais não estão. Hoje as organizações são desproporcionalmente recompensadas se entregam uma ótima experiência e são absolutamente punidas se não o fazem", destacou. "O gerenciamento da experiência é a única vantagem competitiva sustentável", completou Smith. 

Durante o Sapphire, a SAP anunciou dez novas soluções em decorrência da compra da Qualtrics. Das novas ofertas, quatro são para experiência do cliente (CX), três para experiência do funcionário e três para pesquisa de mercado. Elas integram X-data diretamente em aplicações de negócios, como os sistemas CRM, ERP ou HCM (gestão de capital humano), para realizar melhorias e ações contínuas.

*Roberta Prescott foi a Orlando a convite da SAP Brasil


Destaques
Destaques

Embratel centraliza dados do ministério da Saúde na nuvem

Os dados do Portal do Ministério da Saúde, do Portal Coronavírus e e-SUS-VE foram 100% migrados para a nuvem da Embratel. Entre os aplicativos migrados está o CoronavírusSUS. Os apps de saúde já atingiram picos de mais de 80 milhões de acessos diários.

Compartilhamento de dados fomenta o big data no governo federal

A TIC Governo Eletrônico 2019 mostra que ainda há muito por usar em análise de dados no governo. O MPF foi o maior utilizador dos dados para análise. O Executivo ficou com apenas 20%. Serviços na nuvem também ficam aquém do desejado.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Transformação digital exige eficiência no gerenciamento

Por Luiz Fernando Souza*

Prevenir é sempre melhor do que remediar. Essa é uma máxima que precisa ser aplicada à transformação digital, e vale quando falamos da gestão dos servidores. E as razões são simples: é menos sofrido, menos dolorido e mais barato manter uma rotina de trabalho focada na manutenção, preservando com inteligência dados e sistemas.

Jornada para a nuvem: evite as armadilhas e faça a coisa certa

Por Fábio Kuhl*

Até bem pouco tempo, a nuvem era inovação, hoje me arrisco a dizer que, em breve, uma commodity.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site