NEGÓCIOS

Hi Platform comprou a SamChat e movimenta mercado de chatbots no Brasil

Da redação ... 27/05/2019 ... Convergência Digital

A Hi Platform, empresa do mercado de plataforma de relacionamento com o consumidor, anunciou a compra da SamChat, empresa desenvolvedora de chat online para o atendimento ao cliente. Os valores da transação não foram revelados. A aquisição faz parte da estratégia de comandar o mercado digital de atendimento nos próximos anos.

Com a aquisição, a expectativa é aumentar o faturamento em R$ 1 milhão nos próximos dois anos – dos atuais R$ 30 milhões, considerando apenas o segmento de lojas online. Além disso, a companhia planeja ter um salto de mais de 40% na carteira de clientes do setor, e deve incorporar em seu portfólio empresas como Brascol, Marabraz, Mabel, Seculus, Mondaine, entre outras. Segundo o CEO da Hi Platform, Marcelo Pugliesi, na migração das lojas online serão aprimorados não só o atendimento para as vendas no setor, mas também a maneira como os e-commerces respondem às demandas de consumidores.

“Estamos ampliando nossa presença no e-commerce nacional, com uma plataforma completa para que a jornada do cliente seja integrada de ponta a ponta em todos os canais de atendimento. A transformação digital já está acontecendo no setor, e as grandes lojas virtuais já estão se reformulando para atender às novas necessidades de comportamento do consumidor brasileiro”, declara o executivo, que registra uma redução média de 50% de atendimentos por telefone e e-mail, com a incorporação dos assistentes virtuais, em empresas do mesmo segmento.

A Hi Platform possui atualmente 900 clientes, para os quais desenvolve canais de atendimento como chatbot, chat online, gerenciadores de e-mail e pendências, plataforma de social media. Para 2019, a expectativa da empresa é um faturamento de R$ 47 milhões, um aumento de 35% com relação ao último ano.


NVDIA: Inteligência Artificial exige mais profissionais no Brasil

Inteligência Artificial é o mercado mais promissor para novos negócios, revela o gerente de desenvolvimento da área Enterprise da Nvidia, Marcio Aguiar. No Brasil, a NVDIA adota a estratégia de abrir suas APIs para o desenvolvimento e pesquisa.

Assespro Paraná será um agente de crédito para empresas de TI

Entidade poderá intermediar de R$ 20 mil a R$ 1,5 milhão. Empresas com faturamento entre R$ 360 mil a R$ 16 milhões podem se candidatar aos recursos.

Blockchain vira um vale de desilusão nas corporações

A advertência é feita pelo Gartner, uma vez que os gestores admitem que  boa parte dos projetos não consegue ir além da fase inicial de experimentação. A consultoria elenca sete erros cometidos pelas empresas, entre eles acreditar que exista um padrão de interoperabilidade e que a tecnologia está pronta para o uso.

Startup une blockchain e IA para dar o compliance exigido na LGPD

A gaúcha Privacy Tools, criada pelo grupo Maven, busca investidores para ganhar musculatura para atender às corporações em todo o País. "Os ajustes dos sistemas por conta da lei são obrigatórios e falta menos de um ano", afirma Aline Deparis.


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G