Home - Convergência Digital

Federação Assespro investe em capacitação e cria banco de dados de DPOs

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo - 07/08/2019

A Federação das Associações das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação – Federação Assespro - está preparando o maior banco de dados de profissionais no Brasil voltado para o cargo de Data Protection Officer (DPO), função criada na Lei Geral de Dados Pessoais, que entra em vigência no segundo semestre de 2020. Neste momento, o banco de dados já soma mais de 500 profissionais.

Em entrevista ao portal Convergência Digital, o presidente da Federação Assespro, Ítalo Nogueira, evitou dar um número base desejado de profissionais incorporados ao banco de dados, mas garantiu que a  iniciativa “será a fonte de especialistas do segmento tanto para as empresas associadas que queiram ter um DPO próprio como para quem quer prestar essa função na modalidade de serviço, como permite a legislação".

O Data Protection Officer(DPO), ou o Encarregado, tem como missão na LGPD aceitar reclamações e comunicações dos titulares, prestar esclarecimentos e adotar providências, receber comunicações da autoridade nacional, orientar os funcionários e os contratados da entidade a respeito das práticas a serem tomadas em relação à proteção de dados pessoais; e executar as demais atribuições determinadas pelo controlador ou estabelecidas em normas complementares.

"É uma profissão do presente para quem quer se capacitar e do futuro para ampliarmos a empregabilidade em TI porque a gestão de dados passa a ser com a LGPD um compliance obrigatório para qualquer tipo de empresa e negócio", observa Ítalo Nogueira. A certificação criada está sendo procurada por profissionais da área jurídica, gestores de TI, gestores de informação, cientistas de dados e profissionais de software que buscam um novo caminho.

Em algumas regionais, como a do Rio Grande do Sul, pioneira na iniciativa, já foram realizadas seis turmas de capacitação. "Esses especialistas querem, como se usa nas startups dar uma 'pivotada', nas suas carreiras. Querem um novo rumo e a gestão de dados é um caminho seguro", acrescenta o presidente da Federação Assespro.

O curso de certificação envolve aulas presenciais e módulos no conceito de ensino a distância, que será cada vez mais aperfeiçoado, antecipa Ítalo Nogueira. Presencialmente, o curso acontece nas regionais da federação Assespro e as turmas contam com até 50 profissionais, com carga horária presencial de 20 horas. O custo varia entre R$ 900,00 para associados e R$ 1200,00 para não associados.

"Os cursos in company, em empresas não associadas e de outras verticais que não TICs, são essenciais e têm sido bastante procurados por organizações do varejo, do comércio e das finanças. Quanto mais profissionais certificados e preparados melhor será a adesão à Lei de Dados Pessoais", reforça Ítalo Nogueira. A Federação Assespro possui cerca de 2000 empresas associadas, que reúnem por volta de 100 mil profissionais e mais informações sobre a certificação em DPO podem ser obtidas no site da Assespro Nacional : www.assespro.org.br ou no site da Assespro Rio Grande do Sul, pioneira na certificação dos DPOs: www.assespro-rs.org.br

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

18/09/2019
Portabilidade dos dados pessoais é um direito do cidadão

12/09/2019
SPC Brasil realiza bootcamp para tratar da LGPD

09/09/2019
Quase 20% das empresas brasileiras não sabem o que trata a LGPD

04/09/2019
You Tube vai pagar R$ 700 milhões por coleta irregular de dados de crianças

04/09/2019
Banco PAN contesta MP e diz que não sofreu vazamento de dados

04/09/2019
MP investiga o que pode ser maior vazamento de dados do Brasil

30/08/2019
Governo: LGPD vai reavaliar o uso e o tratamento de dados

30/08/2019
LGPD: 'Invistam o máximo possível capacitação", aconselha especialista

30/08/2019
Oi adequa plataforma de gerenciamento, que conta com IA do Watson da IBM, à LGPD

28/08/2019
LGPD: multa vai doer apenas no bolso de empresa brasileira

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência de cultivar talentos para TIC no Brasil e no mundo

Por Breno Santos*

A transformação digital ainda é um desafio para muitas empresas no Brasil e a aplicação estratégica das novas soluções deve acontecer por meio de equipamentos e mão de obra qualificada.

Destaques
Destaques

TRT julga dissídio coletivo de TI em São Paulo

Decisão garante reajuste de 3,43% em todas as cláusulas econômicas e ainda prevê que nenhum trabalhador pode ser demitido nos 90 dias a contar de 28 de agosto. 

TICs vão demandar 700 mil novos profissionais na Indústria em cinco anos

Dados são do Mapa do Trabalho Industrial, feito pelo SENAI, que indicam ainda a urgência na qualificação de 10,5 milhões de trabalhadores em ocupações industriais por conta da indústria 4.0. Um dos especialistas em alta é o condutor de processos robotizados, com um incremento de 22% no número de vagas.

Dizer não é saudável para o ambiente de trabalho

A posição é defendida pelo diretor geral da Robert Half, Fernando Mantovani. Segundo ele, acumular tarefas e colocar prazos em conflito é um risco alto.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site