Convergência Digital - Home

Brasil contabiliza 45 data centers para colocation

Convergência Digital
Convergência Digital - 08/08/2019

O Brasil contabiliza 45 data centers que oferecem serviços de Colocation (dados do Data Center Map); a maior concentração acontece no Estado de São Paulo (14 data centers) e, em segundo lugar, no Estado do Rio de Janeiro (7 unidades), pontua o diretor geral da Vertiv Brasil, Rafael Garrido. Seguno ele, na América Latina, os países mais próximos são a Argentina, com 13 data centers focados neste modelo, seguido pelo México, com 10 unidades.

De acordo com o MarketWatch, em todo o mundo esse mercado deve chegar à marca de US$ 62 bilhões até 2022. A tendência é confirmada por dados do IDC: até 2023, a oferta de “floor space” de data centers de Colocation chegará a 70 milhões de metros quadrados. Como comparação, em 2023 a oferta de espaço em data centers privados será de 20 milhões de metros quadrados.

Garrido explica que o cliente de Colocation é uma empresa usuária que opta por não investir em data centers próprios, preferindo utilizar data centers com perfil de Services Providers, com pagamentos mensalizados. o executivo da Vertiv afirma ainda que o mercado se subdivide entre data centers que apostam em Colocation “puro” – o aluguel de um espaço dedicado que não agrega outros serviços aos clientes – e players que partem da entrega do espaço dedicado e, a partir daí, vão acrescentando serviços, como oferta e implementação de servidores, além de gerenciamento da infraestrutura de energia e ar condicionado.

A pesquisa 2016 Cost of Data Center Outages, levantamento realizado em 2016 pelo Instituto Ponemon e pela Vertiv, mostra que o impacto do data center outage é alto. Um downtime de 1 minuto provoca perdas que começam na faixa dos 36 mil Reais. O tempo médio de um downtime é de 80 minutos; em 2016, isso significava prejuízos de até 3 milhões de Reais.

Segundo ainda Garrido, o desafio da entrega de serviços aumenta, ainda, com a disseminação do Edge Computing e dos mini data centers – algo que já está acontecendo no nosso mercado. O Brasil, observa o diretor da Vertiv, é muito grande e o provedor de serviços para o data center de Colocation tem de estar – segundo as melhores métricas de SLA (Service Level Agreement) – a 50 km de distância de seu cliente ou a menos de duas horas de viagem.


Destaques
Destaques

Nuvem pública é usada no Brasil para back-up de dados e fluxos locais

A terceira edição da pesquisa Global Data Protection Index, encomendada pela Dell Technologies, mostra ainda que mais de 70% das empresas de médio e grande porte registraram incidentes com dados no Brasil, com um prejuízo médio de R$ 1,5 milhão.

Edge computing vai avançar 226% nos próximos cinco anos

Levantamento global da Vertiv mostra que o edge comuputing ganha papel estratégico no ecossistema de data centers pelo incremento do processamento de dados perto do ponto de uso.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

As lições do buraco negro e da análise de dados às empresas

Por Paulo Watanave*

O fato é que por trás das aplicações e sistemas usados nas operações já existe um grande e variado conjunto de insights e algoritmos que podem ser usados para gerar valor real às organizações e para as pessoas de um modo geral. Estima-se que menos de 10% das companhias em todo o mundo tenham estratégias bem definidas para a utilização dos recursos digitais e das informações.

Edge Computing para acelerar os negócios das empresas brasileiras

Por Henrique Cecci*

O que é, afinal, Edge Computing? Trata-se da aplicação de soluções que facilitam o processamento de dados diretamente na fonte de geração de dados. No contexto da Internet das Coisas (IoT), por exemplo, as fontes de geração de dados geralmente são "coisas" com sensores ou dispositivos incorporados.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site