Home - Convergência Digital

Algar Telecom testa 5G em laboratório na faixa de 3,5GHz

Convergência Digital* - 26/08/2019

 A Algar Telecom, empresa do grupo Algar que atua no setor de telecomunicações e TI, realizou na primeira quinzena de agosto seus primeiros testes com a tecnologia 5G. Após obtenção da licença de permissão da Anatel para uso da faixa de 3,5 MHz em caráter de teste e pesquisa científica, a experimentação foi realizada em laboratório, com a cooperação da multinacional Huawei e da Faculdade de Computação da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Os testes foram feitos com o smartphone Huawei Mate 20X 5G, ainda não disponível comercialmente; em dispositivos roteadores domésticos (similares aos usados hoje no Wi-Fi) do modelo Huawei 5G CPE Wifi 6; e no dispositivo de realidade virtual PICO NEO 6DoF All-in-one.

“Hoje, há pouquíssimos dispositivos compatíveis com o 5G no mercado ou mesmo com placas de rede que suportem velocidades superiores a 1 Gbps. No futuro, essa oferta será ampliada e poderemos verificar, por exemplo, como será a experiência de vídeo em TV's 8k”, explica Luis Lima, diretor de operações e tecnologia da Algar Telecom.

Na avaliação de velocidade de conexão, os testes com 5G atingiram velocidade de 1.054 Mbps (acima de 1 Gbps) no downlink e 114 Mbps no uplink. O número é dez vezes maior do que o alcançado hoje no 4.5G, pouco superior a 100 Mbps. A título de comparação, no 3G a velocidade máxima era de 10 Mbps, enquanto no 2G em torno de 100 kbps. Na prática, isso demonstra uma evolução da velocidade em um fator de crescimento de dez vezes a cada geração.

Em relação à latência, os testes do 5G chegaram a 6 ms. No 4.5G, em boas condições, a latência é de 15 ms. “Como as especificações da nova arquitetura do core de rede do 5G ainda estão em andamento, a tendência é que essa latência caia ainda mais, permitindo no futuro serviços de máxima confiabilidade e baixíssima latência, como carros autônomos, controle de drones e robôs a distância”, completa o executivo.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

29/07/2020
Investimentos em 5G vão dobrar em 2020 e serão maiores que 4G até 2022

29/07/2020
Estados Unidos fazem ameaça velada ao Brasil por 5G

28/07/2020
A10 e CLM lançam laboratório de capacitação em IoT/5G

27/07/2020
Sem testes de campo, Anatel adia consulta sobre faixa de 3,5 GHz no 5G

27/07/2020
Deutsche Telekom já instalou 30 mil antenas 5G

22/07/2020
Holanda fatura R$ 7 bilhões em primeiro leilão 5G

22/07/2020
China rebate como Fake News retaliação à Ericsson e à Nokia

21/07/2020
TIM fecha contrato de RAN para os próximos três anos

21/07/2020
Ericsson e Nokia podem pagar a conta do banimento da Huawei

17/07/2020
4G LTE faz Neoenergia avaliar 5G para missão crítica no Brasil

Destaques
Destaques

Venda de smartphones piratas dispara 135% no 1ºtri no Brasil

Tombo no primeiro trimestre foi de 8,7% - e chegou a 22,4% entre os aparelhos mais simples. Alta do dólar e a falta de componentes impactaram a venda dos dispositivos no país.

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site