GESTÃO

Governo anuncia mais 400 serviços digitalizados e estima economia em R$ 1,6 bilhão

Convergência Digital* ... 03/10/2019 ... Convergência Digital

O Ministério da Economia informou nesta quinta, 3/10, ter alcançado a marca de 400 novos serviços digitais, que incluem, por exemplo, a Carteira de Trabalho, aposentadoria e auxílio-maternidade rural. Todos disponíveis pelo Portal gov.br. Nas contas da Secretaria de Governo Digital, a digitalização desses serviços gera uma economia de R$ 1,64 bilhão por ano. 

A maior parte dessa redução de custos, R$ 1,29 bilhão por ano, diz respeito ao deslocamento a órgãos públicos e contratação de despachantes para acessar serviços públicos. O restante da economia é do governo, que poupa em infraestrutura logística, insumos e horas de trabalho dos funcionários.

“Um caso emblemático para nós é o dos serviços do IINSS. Em janeiro, 8% dos usuários da Previdência Social faziam uso de algum canal digital da instituição. Em oito meses, o percentual saltou para 70% de todos os pedidos", afirma o secretário de Governo Digital, Luis Felipe Monteiro. 

Segundo a SGD, os serviços digitalizados representam 17,7 milhões por ano de demandas dos cidadãos em 24 órgãos federais. Somente a Carteira de Trabalho digital, disponibilizada na última semana de setembro, gera 5 milhões de solicitações por ano. 

Até o final de 2022, a meta é tornar digitais todos os 3,3 mil serviços do governo federal passíveis dessa transformação – chegando a uma economia estimada em R$ 7 bilhões. Até aqui, cerca de 1,6 mil serviços já são oferecidos totalmente digitais. 

* Com informações do Ministério da Economia


Carreira
Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação

Iniciativa da Digital Innovation One e do Sindicato patronal de TI de São Paulo pretende capacitar mão de obra e identificar talentos em tecnologia. Os interessados podem, por exemplo, aprender Javascript, HTML, Reactjs, banco de dados, Python, Git, blockchain e inteligência artificial.

Empresas de software reagem a novo imposto no Rio de Janeiro

Tributo, oriundo do Fundo Orçamentário Temporário (FOT), passaria a valer a partir de 01 de janeiro, mas liminar, concedida à FIRJAN, adiou a cobrança para março. "Legislação é inconstitucional e vamos reagir", diz o presidente do TI Rio, Benito Paret.

Contrato bilionário de serviços na nuvem do TJSP com Microsoft volta à mesa com decisão do STF

Supremo suspendeu uma resolução do CNJ que obriga aos tribunais a adotarem plataforma desenvolvida pelo próprio Judiciário para tramitação eletrônica de processos.

Ministério da Justiça vai usar OTTs de mensagem para mandar intimações

Não está claro se as intimações irão por WhatsApp e Telegram ou por apenas um OTT. Os interessados têm de concordar em receber a intimação pelo celular.

Governo estuda como transferir dados para Serpro e Dataprev pós-privatização




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G