INOVAÇÃO

Alterbank lança conta digital Visa com criptomoeda

Convergência Digital* ... 07/10/2019 ... Convergência Digital

O Alterbank lançou a primeira conta digital Visa no Brasil a conectar a criptoeconomia com o sistema financeiro tradicional. Por meio dessa iniciativa, os usuários brasileiros terão na mesma carteira sua conta com moedas digitais e uma  outra conta com um cartão Visa. A solução permite utilizá-las para efetuar diversas operações bancárias, como compras, saques, pagamentos de boletos e a realização de transferências.

A abertura da conta no Alterbank é integralmente digital e gratuita, via aplicativo de smartphone, incluindo sua gestão diária para consultas de saldos e transações. O aplicativo encontra-se disponível para download nas versões em sistemas Android e IOS e permite que seus clientes realizem transações com criptomoedas de uma maneira extremamente fácil, rápida e segura com funcionalidades semelhantes às de uma conta tradicional. Atualmente o projeto encontra-se em fase beta, mas com propósito de plena expansão.

“Hoje posso falar, sem medo de errar, que transformamos a experiência para quem usa criptomoeda no Brasil – ou quer conhecer sobre o tema – em algo muito mais simples do que tudo que havia no mercado até então”, afirma Vinicius Frias, CEO do Alterbank.

O que é e como funciona a conta digital ‘multimoedas’ Alterbank

O Altercard Visa proporciona a evolução da conta digital e pode ser utilizado para pagamentos de contas no dia a dia (cartão físico), em plataformas online de vídeos, streaming e música, aplicativos de transportes privados e até mesmo para efetuar o pagamento de transportes públicos, como o metrô na cidade do Rio de Janeiro (RJ) , e ônibus em São Paulo (SP), devido à tecnologia NFC da Visa.

“Continuamos implantando tecnologias inovadoras junto com as fintechs de forma segura e regulamentada. A parceria com o Alterbank traz tudo isso em uma única solução. Importante reforçar que a agilidade de lançamento surgiu graças ao programa fast track da Visa, que agiliza a entrada de players interessados em lançar soluções de pagamento e promover novas experiências digitais para consumidores”, conta Eduardo Abreu, vice-presidente de Novos Negócios da Visa do Brasil. Até o momento, o programa com nossos parceiros já facilitou a emissão de contas digitais Visa em mais de 50 empresas brasileiras e ainda temos várias em processo de implantação este ano.

O Alterbank inova ao trazer para o mercado o conceito de uma conta digital multimoedas a qual, diferente das demais contas digitais presentes no mercado, integra o armazenamento e a conversão de criptomoedas às operações tradicionais existentes. A conta digital possui várias carteiras e todas são pré-pagas, sendo uma com o saldo em Reais e as demais com saldos em criptomoedas, ou seja, para utilização dos recursos da Alterbank é preciso efetuar, primeiro, um depósito na conta.

Os depósitos podem ser feitos via TED de mesma titularidade, por meio de uma conta tradicional de outra instituição financeira (banco) ou do pagamento de um boleto, que pode ser gerado pelo próprio aplicativo e cujo valor será adicionado ao saldo do usuário. Além disso, também é possível adicionar saldo em Reais à conta via criptomoedas, depositando na carteira da moeda digital e posteriormente convertendo do próprio aplicativo a qualquer momento.

Com o saldo em Reais na conta, o Alterbank permite a realização de pagamentos de contas gerais (boletos), realização de transferências via TED para outras instituições bancárias (em horário de funcionamento dos bancos), transações entre contas Alterbank 24h por dia, inclusive para parceiros, como a Bitpreço, uma das maiores casas de câmbio de criptomoedas do país.

Também é possível, por meio da carteira de criptomoedas, depositar e manusear Bitcoins bem como sacá-los (transferi-los) para outras carteiras da mesma moeda ou efetuar conversões para Reais, e vice-versa, na conta do próprio usuário. Atualmente a carteira de criptomoeda permite operações em Bitcoin, no entanto, existem planos a curto prazo de incluir transações com Litecoin e Ethereum, por serem moedas com alta liquidez e utilização no Brasil e no exterior.

Outra vantagem é a possibilidade de efetuar qualquer outra compra, inclusive internacionais, na função crédito, como saques de valores em espécie nas redes do Banco 24horas, SaquePague e Correios. Todas as funcionalidades oferecidas são realizadas através da comodidade de seu smartphone, desde o cadastro até o acompanhamento das transações ou a comunicação com o suporte, que está disponível 24 horas por dia para solucionar as dúvidas dos usuários.

Para solicitar um convite e poder experimentar a conta digital Alterbank acesse o link: https://www.alterbank.com.br/beta. Para conhecer sobre as tarifas e mais detalhes, acesse nosso site https://www.alterbank.com.br.


Cloud Computing
Com quórum, CADE retoma processo milionário contra IBM por compra da Red Hat

Processo administrativo contra a IBM foi aberto no final de junho e multa pode chegar a R$ 60 milhões. IBM também enfrenta uma renegociação de contratos com o governo federal. Corte sugerido nos contratos é o mesmo da Microsoft: 35%.

Maganine Luiza abre concurso para escolher startups

Rede varejista está com inscrições abertas para o seu primeiro pitch day de serviços digitais. "Queremos todos os tipos de startups", avisa a gerente do Magazine Luiza, Juliana Silva.

Só a inovação tira o Rio de Janeiro da estagnação econômica

A afirmação é do presidente do TI Rio, Benito Paret. Segundo ele, o Estado do Rio de Janeiro tem de buscar novos caminhos e eles passam pela inovação.

Petrópolis terá sensores IoT para prevenção de enchentes

Iniciativa é um projeto-piloto de cidades inteligentes, em parceria com o BNDES e com a ENEL, e começa a ser implantado no começo de 2020, revela o secretário de Desenvolvimento do município, Marcelo Fiorini. "Política pública não pode ser projeto político. Ela é de longo prazo", observa o executivo.

Startup cria software para detectar interações perigosas entre máquinas e homens

Até então incubada na UFF, no Rio de Janeiro, a Displace desenvolveu um software para proteger o homem na rotina da indústria 4.0. A ideia atraiu a atenção de grandes empresas, entre elas, a Ambev.

Finep tem crédito de R$ 200 milhões para projetos de indústria 4.0

Linha vai apoiar projetos em internet das coisas, big data, computação em nuvem, segurança digital, robótica avançada, manufatura digital e aditiva, inteligência artificial e digitalização.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G