Home - Convergência Digital

Smartphone é usado por mais de 80% dos brasileiros para compras na Internet

Convergência Digital - 29/11/2019

Uma pesquisa com 22 mil consumidores em 11 países, 2 mil deles no Brasil, além de 500 lojistas no país, destacou a grande preferência pelo uso de smartphones também para fazer compras pela internet. Segundo o levantamento, realizado pelo instituto Ipsos, quase 80% dos compraram via smartphone nos seis meses anteriores à pesquisa. No entanto, 37% das empresas globais ainda não estão preparadas para dispositivos móveis. Esse índice, no Brasil, é de 25%. 

A Índia lidera nesse quesito: 92% dos consumidores indianos disseram já ter usado o smartphone para fazer pagamentos online; e 81% dos comerciantes indianos garantem estar otimizados para aceitar compras via mobile. Com 83%, a Itália é o principal mercado europeu para consumidores que fazem compras online via smartphone; ao mesmo tempo, apenas 65% das empresas italianas relataram ter um site ou aplicativo otimizado para celular. Já nos EUA, 72% dos consumidores usaram um smartphone para pagar online desde o começo do ano, enquanto 57% das empresas relataram oferecer uma experiência otimizada para celular - este é o segundo índice mais baixo entre os países pesquisados, perdendo apenas para o Japão, com 49%.

Segundo a pesquisa, 76% dos consumidores no Brasil disseram usar dispositivos móveis para fazer compras ou pagamentos online, com tíquete médio em torno de R$ 503 por mês em compras via celular. E 74% dos lojistas brasileiros entrevistados garantiram que têm versão otimizada (responsiva) de suas lojas online para smartphones. Dentre os quase 26% de lojistas que ainda não estão prontos para o comércio via smartphones, 40% garantem que a otimização é a prioridade para os próximos 12 meses.

Além disso, 60% dos consumidores brasileiros dizem pagar contas ou fazer compras online via celular pelo menos uma vez por semana. Já os comerciantes entrevistados garantiram que 44% de suas vendas online se dão por meio de dispositivos móveis. 

Dentre os entrevistados no Brasil, 43% disseram ter feito compras online por meio de redes sociais nos seis meses que antecederam a pesquisa. E 52% dos lojistas nacionais entrevistados garantiram já estar vendendo produtos e serviços via redes sociais. 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

21/09/2020
Sebrae e Magazine Luiza planejam treinar 100 mil PMEs para vendas online

03/09/2020
Amazon fala em “crescimento extraordinário” e inaugura 5º centro de entregas no Brasil

26/08/2020
Covid-19 faz disparar números de sites de comércio eletrônico no Brasil

07/08/2020
No Brasil, 47% indicam comprar mais pela internet após Covid-19

03/08/2020
Comércio pela internet dispara e movimenta 12% das vendas no Brasil

28/07/2020
Fisco de São Paulo faz 'rapa' em 420 vendedores de marketplaces

26/06/2020
Mastercard calcula alta de 75% nas vendas pela internet em maio

12/06/2020
Em maio, compras online cresceram 126%, para R$ 9,4 bilhões

01/06/2020
Vendas online têm primeiro recuo desde início do isolamento

11/05/2020
Dia das Mães com isolamento social faz vendas pela internet saltarem 123%

Destaques
Destaques

Claro: Sem antenas, São Paulo fica fora do 5G

CEO da Claro, Paulo Cesar Teixeira, criticou a miopia de executivos que ainda insistem em colocar restrições à implantação de antenas, como acontece na cidade de São Paulo. "5G é a grande plataforma para permitir um salto econômico mais vigoroso", advertiu.

Covid-19 não é desculpa e Brasil perde dinheiro e status ao atrasar o 5G

O mundo não vai esperar o Brasil resolver seus problemas e o 5G está acontecendo, advertiu o consultor sênior da Omdia, Ari Lopes. Governo terá de decidir se busca investimentos de longo prazo ou de curto prazo. Omdia prevê um impacto de US$ 1,1 trilhão no Brasil de 2021 a 2025.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet 5G traz disrupção para Telecomunicações até no modelo de negócio

Por Eduardo Grizendi*

Na RNP, estabelecemos um objetivo estratégico ambicioso – o de prover uma ciberinfraestrutura, segura, de alto desempenho e disponibilidade e, ao mesmo tempo, ubíqua, onipresente, em qualquer lugar e a qualquer hora, para nossas comunidades de educação, pesquisa e inovação.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site