Home - Convergência Digital

Aceleradora OBr.Global promove workshops sobre empreendedorismo e inovação no Rio de Janeiro

Convergência Digital - 14/01/2020

Especialista em internacionalização, o CEO da aceleradora internacional OBr.global e Vice-Presidente de Relações Internacionais da Assespro Nacional, Robert Janssen, ministra os workshops “Investors Insights Bootcamp – Silicon Valley’s Mindset Investing in Startups” no dia 16 de janeiro e o “MentorRanks Boot Camp – Mentoria para Startups”, no dia 21 de janeiro, ambos na sede da Assespro Rio de Janeiro (Praça Pio X, 55 - sala 901 Centro, Rio de Janeiro), ambiente ideal para as duas pautas e que tem em sua missão contribuir para consolidar a posição do estado do Rio de Janeiro como referência na inovação, empreendedorismo, desenvolvimento e fornecimento de soluções de base tecnológica, com ações de apoio e fortalecimento das associadas.

Com mais de 30 anos de experiência no desenvolvimento de negócios internacionais, com foco especial nos setores de TI, Educação, Saúde, Energia, Varejo e Agtech, Robert Janssen ministra os programas de imersão corporativa da OBr.global no Vale do Silício, com foco em vivências e conceitos, que resultam em ações e experiências e práticas aplicáveis.

O workshop Investors Insights Bootcamp – Silicon Valley’s Mindset Investing in Startups, conduzido por ele no dia 16 de janeiro, das 8h às 17h30, na sede da Assespro Rio de Janeiro tem formato sintético e cobre principalmente as questões mais importantes que investidores devem considerar quando investem em startups. O conteúdo do workshop está baseado em algumas das melhores práticas desenvolvidas no Vale do Silício, para selecionar e monitorar portfólio de investimentos em startups.

“O Vale do Silício é reconhecidamente um dos ecossistemas de maior influência global e famoso pela sua cultura diversificada juntamente com uma indústria robusta de venture capital e startups. Grandes empresas hoje como a Apple, Google, Cisco e Intel, todas começaram com investimentos de venture capitalists. Atualmente, mais de 40 % do venture capital nos Estados Unidos está sob a gestão de empresas do Vale do Silício. Com base nesse conhecimento e experiência do Sand Hill Angels, um dos principais grupos de investidores anjo do Vale do Silício, desenvolvemos o Investors Insights Bootcamp focado para investidores anjos atuais e potenciais futuros”, diz Robert Janssen.

Com relação ao ambiente de negócios para startups no Brasil, Robert Janssen afirma que há uma crescente no mercado de pequenos negócios e nichos que surgem a partir de ideias, com bons projetos, cujo a tendência é o crescimento.“Vivemos tempos de transformações rápidas e as empresas nascentes auxiliam nesse processo. Hoje vemos a difusão de tecnologias e o avanço exponencial de negócios com este foco. Empresas que nascem sem a visão de serem globais e com inserção internacional tendem a não dar certo”, enfatiza Janssen.

O programa do Investors Insights Bootcamp aproveita toda a expertise do seu facilitador e sua experiência de aconselhamento de centenas de empresas ao redor do mundo, preparando-as para crescimento através de investimento e internacionalização. Durante o workshop serão apresentados aos participantes o mindset dos investidores do Vale do Silício e um modelo diferenciado para avaliar oportunidades de investimentos em startups usando uma abordagem muito aplicada atualmente.  O currículo apresenta ainda conceitos críticos usados para processos de execução, métricas e monitoramento de performance das startups investidas, juntamente com os fatores preponderantes de um “elevador pitch” qualificado, e finalmente como deve ser uma mentoria focada para resultados.

Já o workshop MentorRanks Boot Camp – Mentoria para Startups acontece no dia 21 de janeiro, das 8h às 17h30, na sede da Assespro Rio de Janeiro, para ajudar empreendedores e investidores a alcançar uma jornada vencedora, através da aplicação de um conteúdo único baseado nas melhores práticas internacionais e do Vale do Silício.

O MentorRanks Boot Camp – Mentoria para Startups é resultado de um trabalho de curadoria das melhores práticas adotadas no Vale do Silício, capitaneado pela OBr.global (Outsource Brazil), com participação de colaboradores das Universidades de Berkeley e Northeastern University e aInBIA – International Business Innovation Association, e juntamente com alguns membros dos grupos de investidores anjos do Vale, como o Sand Hill Angels, TiE Angels e o Keiretsu Forum. Está dividido em 4 módulos, em uma jornada de 8 horas, com foco específico em princípios, condutas, posturas e expectativas, conhecimento e ferramentas ágeis de desenvolvimento empresarial, que fazem parte do processo de aceleração e como se preparar para oportunidades de investimento.

A burocracia e a falta de treinamento para a gestão do crescimento são consideradas os principais riscos à sobrevivência das empresas brasileiras. Conforme dados do Sebrae, mais de 1,2 milhão de empreendimentos formais são criados no país anualmente. Destes, 99% são micros e pequenas empresas, segmento em que as startups buscam se inserir.  As MPEs, por sua vez, respondem por mais da metade dos empregos com carteira assinada. No entanto, de cada 100 empreendimentos, apenas 73 sobrevivem, os 27 restantes fecham as portas nos dois primeiros anos de funcionamento.

“Os grupos de investidores anjos do Texas, com mais de 650 investidores, têm interesse especial em startups de mercados emergentes, sobretudo da América do Sul”, cita Robert Janssen, que também é membro de alguns desses grupos no Vale do Silício, como Sand Hill Angels e TIE Angels. Eleito nos últimos três anos consecutivos um dos 50 executivos de Tecnologia da Informação mais influentes dos Estados Unidos no segmento de empresas de médio porte, Janssen, que tem cidadania brasileira e americana, e vive entre os dois países, avalia que as startups nacionais estão no radar dos investidores internacionais, principalmente pela capacidade de inovação e resolução rápida de problemas.

SERVIÇO:

Investors Insights Bootcamp – Silicon Valley’s Mindset Investing in Startups – Rio de Janeiro

Dia 16/01/2020

Horário: 08:00 - 17:30

Local: Assespro Rio de Janeiro

Praça Pio X, 55 - sala 901 Centro, Rio de Janeiro

MentorRanks Boot Camp – Rio de Janeiro

Dia 21/01/2020

Horário: Das 08:30 às 17:30

Local: Assespro Rio de Janeiro

Praça Pio X, 55 - sala 901 Centro, Rio de Janeiro

Mais informações no site da Obr.global: https://obr.global/agenda/
 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

28/09/2020
Covid-19: Japão troca garçons por robôs em restaurantes

22/09/2020
Tecnologias vestíveis crescem 21%, mesmo com câmbio alto e pandemia

18/09/2020
ABDI lança plataforma para incentivar de encomendas tecnológicas

16/09/2020
Startup brasileira cria o Alan para disputar com a Alexa, da Amazon

14/09/2020
Governo vai usar carros elétricos para transporte de servidores

10/09/2020
BNDES seleciona aceleradora para programa nacional de startups

02/09/2020
Brasil sobe em ranking global de inovação, mas por falhas de outros países

31/08/2020
MCTI lança edital de R$ 105 milhões para startups inovadoras

20/08/2020
Inovação, mesmo antes da Covid-19, sai do centro da prioridade na América Latina

18/08/2020
Ministério da Economia seleciona instituição para tocar aceleração de startups

Cientista de dados: seja investigativo, analítico e curioso

Não há um perfil delimitado para o cientista de dados, o que significa que ele pode ser um 'profissional mais rodado e experiente' ou uim jovem recém-saído das universidades. Mas há um ponto essencial: a multidisciplinaridade, aponta o professor e especialista em ciência de dados do Instituto de Gestão e Tecnologia da Informação (IGTI), João Carlos Barbosa.

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Seis dicas para formar uma equipe de trabalho resiliente

or Craig Mackereth*

Formar uma equipe ou força de trabalho resiliente não é tarefa que se execute da noite para o dia. Tampouco é possível tornar uma equipe verdadeiramente resiliente se isso ainda não estiver integrado ao DNA da empresa.

Destaques
Destaques

Um em cada cinco servidores públicos será substituído por robô no Brasil

A Escola Nacional de Administração Pública estima que, por conta da Transformação Digital, a automação deverá substituir cerca de 100 mil postos de trabalho no Serviço Público Federal nos próximos cinco a 10 anos, sendo que a metade deles terá menos de 50 anos.

Acordo trabalhista em Goiás será pago em Bitcoins

Em conciliação realizada pelo TRT de Goiás, empresa de mineração aceitou o pagamento no valor de R$350 mil convertidos na moeda eletrônica. 

Teletrabalho: Novo PL quer acordo prévio para custos com Internet e PCs

Iniciativa também não permite que o tempo de uso dos aplicativos, como o WhatsApp, fora da jornada normal, seja um regime de prontidão. Projeto tem regras distintas da IN 65 do Governo Bolsonaro para os servidores públicos.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site