22/04/2021 às 10:50
Inovação


Sem dinheiro, CNPq só vai pagar 13% das bolsas para pesquisa
Convergência Digital*

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) só vai pagar 13% das bolsas de doutorado e pós-doutorado. De 3.080 solicitações aprovadas com mérito, apenas 396 vão receber as bolsas efetivamente, sob justificativa de limitações orçamentárias. As outras 2.684 propostas não serão implementadas.

Esse edital em particular (Chamada 16/2020) previa a concessão de R$ 35 milhões, oriundos do orçamento do CNPq, para dez categorias de bolsas no Brasil e no exterior. A agência informou ao Jornal da USP que recebeu 4.279 propostas, das quais 3.080 (72%) foram aprovadas no mérito pelos comitês e 396 (13%) receberão bolsas no Brasil, num total de R$ 23,5 milhões. O saldo, segundo o CNPq, ficará reservado para a concessão de bolsas no exterior, “a serem divulgadas quando o cenário de pandemia for mais adequado".

As bolsas de doutorado pagam R$ 2,2 mil por mês, por um período de quatro anos; enquanto que um pós-doutorando júnior recebe R$ 4,1 mil por mês, por um período de até 2 anos. Este ano, os recursos para bolsas foram reduzidos em 12%, “virtualmente impossibilitando a expansão dos programas de formação em 2021”, segundo uma análise do orçamento divulgada pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

Além disso, mais de 60% desses parcos recursos estão condicionados à liberação de créditos suplementares, o que pode “comprometer o pagamento em dia das bolsas já alocadas”, segundo a SBPC. O CNPq financia cerca de 80 mil bolsas atualmente, em diversas modalidades.

* Com informações do Jornal da USP


Powered by Publique!