Clicky

Home - Convergência Digital

Open RAN Brasil: certificação deve ser global e não pela Anatel

Ana Paula Lobo e Pedro Costa - 18/06/2021

Recém-criada, a Open RAN Brasil, entidade que tem a participação de nove empresas, entre elas, a Qualcomm, se mobiliza para mostrar ao governo as melhores práticas para viabilizar uma transição para o Open RAN de forma mais rápida, conta o VP da Qualcomm no Brasil, Francisco Soares, e um dos responsáveis pela associação, ao participar do e-Fórum Open RAN 5G, realizado pela Network Eventos, em parceria com o portal Convergência Digital, nesta quinta-feira, 17/06.

Segundo ele, o debate sobre Open RAN no 4G é viável, e diz que em tecnologia, tudo é possível, mas certamente haverá impactos da medida. Para Soares, o Open RAN vai criar a oportunidade no 5G. Um dos pontos de preocupação da entidade é saber se haverá certificação local, pela Anatel, dos equipamentos Open RAN.

Segundo ainda Francisco Soares, a certificação Open RAN deverá ser global e feita pela O-RAN Alliance, que tem seus laboratórios de certificação. O VP da Qualcomm também defende o uso de fundos não reembolsáveis para o desenvolvimento do Open RAN. "Fazer desenvolvimento local é condição efetiva", observou. Assistam o VP da Qualcomm, Francisco Soares.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

14/07/2021
Small Cell Forum defende padrão global para redes RAN

13/07/2021
Open RAN avança no Oriente Médio atento ao 4G e ao 5G

02/07/2021
Open RAN: banimento da Huawei no 5G respinga para Nokia e Ericsson

25/06/2021
Reino Unido, contra Huawei, investe 1 milhão de euros em piloto de Open RAN

18/06/2021
Open RAN Brasil: certificação deve ser global e não pela Anatel

18/06/2021
Open RAN é para 5G senão vai ter muita confusão entre fornecedores

18/06/2021
TIM Brasil: 5G Standalone prepara o caminho para o Open RAN 5G

18/06/2021
Open RAN precisa ser open source para garantir inovação

18/06/2021
Open RAN é oportunidade para Brasil em software e equipamentos de rádio

18/06/2021
Sem móvel, Oi quer ser provedor de Open RAN na infraestrutura

Destaques
Destaques

5G vai gerar até US$ 5 trilhões ao PIB mundial

Em 2020, em plena pandemia, as tecnologias e serviços móveis contribuíram com US$ 4,4 trilhões do PIB global, um incremento de pouco mais de 7% em relação a 2019, revela a GSMA. Ano passado, o mundo contabilizou 5,2 bilhões de assinantes móveis, ou 67% da população mundial.

Open RAN é para 5G senão vai ter muita confusão entre fornecedores

Há uma determinação que Open RAN é release 16, então o Open RAN não será para o 4G, sustenta o head de tecnologia da Nokia para América Latina, Wilson Cardoso. "Um bite errado, simplesmente não vai funcionar", adverte.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência do 5G: Mais que eficiência, uma necessidade

Por Vinicius Marchese*

Imagine uma construção com guindastes de torres inteligentes, controle multidimensional, drones monitorando o projeto em tempo real e que, inclusive, permitem que a equipe de engenheiros faça intervenções no projeto em tempo real para evitar possíveis erros. Esta descrição pode não estar só na sua imaginação. Ela já é uma realidade no mundo graças ao 5G.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site