Clicky

SEGURANÇA

BBTS cria plataforma com monitoramento, biometria, QR Code e reconhecimento facial

Por Fábio Barros e Fabio Santos ... 28/06/2019 ... Convergência Digital

A BBTS desenvolveu uma plataforma de monitoramento e segurança de ambiente físico que tem como diferencial a integração de distintos sistemas como CFTV e equipamentos de controle de acesso. Hoje, a plataforma é usada em 5000 mil agências do Banco do Brasil para a seguranaç física.

"Todo o monitoramento acontece a partir da plataforma dentro e fora do horário de expediente. Todo o controle acontece por uma única interface", conta o gerente de dividão de tecnologia da BBTS, Rogério Mesquita. O objetivo, agora, é levar a plataforma para outras verticais também demandantes de segurança física.

Segurança com QR Code, Wave e reconhecimento facial

A BBTS desenvolveu uma solução de controle de acesso que será testada, em piloto no Banco do Brasil. A solução usa o que existe de mais moderno, como o QR Code para identificação, a tecnologia WAVE, que permite a leitura da biometria sem toque, e a própria biometria, por meio do reconhecimento facial.

Nessa primeira fase, explica ainda Azevedo, a tecnologia de controle de acesso será usada em ambientes prediais, mas depois será levada para as dependências internas. Assistam a explicação do asessor da BBTS, Bruno Azevedo.


Fabricante de cabos de fibra ótica no Brasil sofre ataque hacker

A Belden, dona da Poliron no Brasil, e fabricante local de fibra ótica e equipamentos de redes usados nos setores de transporte, petróleo e gás, entre outros, assumiu que teve os servidores invadidos nesta terça-feira, 24/11.

Militares criam sistema integrado de defesa cibernética

Comando de Defesa Cibernética, já existente, será o órgão central e comando operacional das estruturas de cada uma das Forças. 

TSE admite que ataques hackers podem ter causado instabilidade no e-Título

Tribunal criou uma comissão, presidida pelo ministro Alexandre de Moraes, para acompanhar as investigações sobre ação de hackers. Em nota, o TSE diz que que 'as investidas cibernéticas podem ter ocasionado instabilidades no aplicativo e-Título e no sistema de processo judicial eletrônico (PJe)'.

Muitas empresas só planejam segurança quando dói no bolso e na carne

O diretor da Microhard, Glicério Ruas, diz que a conscientização é o maior gargalo dentro das corporações. Segundo ele, muitas acham que basta ter um antivírus, quando o maior risco, hoje, está na vulnerabilidade de aplicativo.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G