Clicky

Oi quer cortar 2 mil postos de trabalho com demissão incentivada

Ana Paula Lobo* ... 09/10/2020 ... Convergência Digital

A Oi anunciou no fim da tarde desta sexta-feira, 09/10, que quer cortar dois mil postos de trabalho, ou 15% da sua força de trabalho, por meio de um plano de demissão incentivada. A companhia argumenta que manteve, desde 2016, o quadro funcional inalterado, apesar de 'todas as adversidades decorrentes do processo de recuperação judicial".

De acordo com o comunicado, o PDV é decorrente da implementação do plano estratégico de transformação, que tem como foco a massificação da fibra ótica no Brasil, “visando à transformação da companhia na maior provedora da infraestrutura de telecomunicações do país”, além da necessidade de readequação de estruturas organizacionais.

Os empregados que aderirem ao plano terão direito a condições diferenciadas, que incluem o recebimento de parcela de natureza indenizatória em função do tempo de empresa, além da extensão de benefícios, como plano de saúde, plano odontológico e seguro de vida. No dia 5 de outubro, o juiz Fernando Viana, da 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, homologou o aditamento ao plano de recuperação judicial da companhia.

*Com informações da CVM




Internet Móvel 3G 4G
Operadoras abraçam Open RAN aberto, mas cobram financiamento da União Europeia

Telefónica, Deutsche Telekom, Orange e Vodafone assinaram um acordo para promoção de redes de acesso abertas e interoperáveis (Open RAN), mas pedem recursos para ter implantação massiva a partir de 2022.

Algar substitui Claro no 0800 do Ministério da Economia

Contrato de R$ 28,7 mil tem validade inicial de um ano, até o final de 2021. 

Minicom cede Artur Coimbra para ser corregedor da ANPD

O secretário de radiodifusão, Max Martinhão, acumula interinamente a Secretaria de Telecomunicações. Segundo a pasta, ainda não há novo nome para substituir Artur Coimbra.

Abinee: Diferença de custo entre migração e mitigação no 5G é menor do que apontam teles

Estudo indica valores semelhantes aos projetados pela Anatel, de R$ 1,1 bilhão para o uso de filtros e R$ 1,8 bilhão para mudança da recepção de antenas para a banda Ku.

Anatel apreende 15 mil carregadores de celulares na 25 de Março, em São Paulo

Equipamentos não homologados foram avaliados em R$ 180 mil e foram recolhidos em um único distribuidor. Outros 11 mil carregadores foram apreendidos em três operações durante o mês de novembro.




  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G