Clicky

Home - Convergência Digital

EUA recorrem da decisão judicial que suspendeu bloqueio do WeChat

Convergência Digital* - 02/10/2020

O governo dos Estados Unidos apresentou nesta sexta, 2/10, recurso contra a decisão judicial, datada de 20 de setembro, que impediu o bloqueio ao aplicativo de mensagens e comércio eletrônico WeChat. 

O governo federal pediu ao Tribunal de Apelações do Nono Circuito para revisar a decisão da magistrada dos EUA Laurel Beeler em favor de um grupo de usuários do WeChat, que alegou que a proibição viola as proteções à liberdade de expressão.

“Certamente o interesse geral do governo pela segurança nacional é significativo. Mas embora o governo tenha estabelecido que as atividades da China levantam preocupações de segurança nacional significativas, apresentou escassas evidências de que o banimento efetivo do WeChat para todos os usuários dos EUA resolve essas preocupações ”, apontou a juíza ao conceder a liminar. 

Há cinco dias, também uma decisão judicial atendeu parcialmente o pedido da TikTok, outro aplicativo chinês na mira do governo dos EUA, e concedeu liminar contra a ordem do governo do país que proibia novos downloads do app pelas lojas online da Google e da Apple, poucas horas antes de a determinação entrar em vigor. 

Representantes do Departamento de Justiça dos EUA sustentam que a decisão da juíza Beeler permite o uso contínuo e irrestrito do WeChat, um aplicativo que o entendeu como uma ameaça à segurança nacional e à política externa dos Estados Unidos”.

O WeChat teve uma média de 19 milhões de usuários ativos diários nos Estados Unidos, disse a empresa de análise Apptopia no início de agosto. É popular entre estudantes chineses, americanos que vivem na China e alguns americanos que têm relacionamentos pessoais ou de negócios na China.

* Com informações do Wall Street Journal

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

22/01/2021
Receita tem novo app que permite MEI pedir restituições pelo celular

11/01/2021
Signal e Telegram disparam no Brasil com repasse de dados do WhatsApp ao Facebook

10/12/2020
Transações virtuais do auxílio emergencial superam saques no app Caixa Tem

02/12/2020
TST começa a julgar disputa entre apps de transportes e motoristas

07/10/2020
Bradesco vai pagar R$ 23,8 milhões ao CADE por bloqueio a fintechs em aplicativo

02/10/2020
EUA recorrem da decisão judicial que suspendeu bloqueio do WeChat

29/09/2020
Instagram passa Facebook Messenger e está em 81% dos celulares no Brasil

22/09/2020
Governo quer economizar R$ 27 milhões com atestado médico pela Internet

16/09/2020
Claro vende acesso ao aplicativo do Hospital Albert Einstein por R$ 49,90 por mês

07/08/2020
TikTok e WeChat decidem enfrentar o governo de Donald Trump

Destaques
Destaques

Uso da faixa de 700 MHz deixa 4G disponível 80% do tempo no Brasil

Segundo a mais recente análise da OpenSignal, TIM tem a rede de quarta geração com maior disponibilidade, 88,2%, à frente da Claro (79%) e Vivo (79,5%), Oi (70,2%). 

Um em cada quatro acessos móveis na América Latina será 5G até 2026

Nova edição do Relatório de Mobilidade da Ericsson aponta que até o final de 2020, mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo já estará usando 5G. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Previsões para 5G Core (5GC) e redes móveis em 2021

Por Ivan Marzariolli*

A maioria das teles com 5G escolheu o que é chamado de implementação “não autônoma”.  É um híbrido de 4G e 5G que permite oferecer muitos recursos 5G aos assinantes, enquanto ainda aproveita o investimento existente em seu core de pacote 4G. Operadoras estão ansiosas para aproveitar as vantagens do 5GC (SA ou autônomo) - maior agilidade de serviço e custos mais baixos.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site