01/03/2021 às 15:25
Inovação


TIM vai à caça de novos unicórnios no Brasil
Ana Paula Lobo

A TIM vai à caça de novos unicórnios no Brasil nos próximos dois anos e elegeu quatro áreas de 'mineração': serviços financeiros - onde quer fechar parcerias semelhantes às já feitas com o C6 e com a Stone, ensino a distância, saúde - aqui a ideia é criar um plano de saúde de baixo custo para usuários-  e entretenimento, revelou o diretor de Estratégia e Transformação da TIM Brasil, Renato Ciuchini, ao participar do TIM Day, realizado nesta segunda-feira, 01/03, para detalhar o plano de investimento para o biênio 2021 a 2023.

"Queremos um resultado diferente do tradicional para a TIM. Queremos acelerar parcerias e a geração de valores. Temos um capital que são os nossos mais de 50 milhões de clientes e, nos últimos três meses, recebemos o consentimento para usar dados de 12 milhões de clientes e queremos chegar a 20 milhões até dezembro", contou Ciuchini.

A proposta, acrescenta o executivo, é fechar poucas parcerias, mas estratégicas para elas irem além do comercial. Como parte de pagamento do investimento, a TIM receberia uma parte do capital desses 'unicórnios' de 10% a 30%. "Vamos representar de 20% a 25% do total das vendas dessa empresa. É mais do que uma aliança de negócios", adiciona Ciuchini.

O Brasil se classifica entre os 10 países com o maior número de startups avaliadas acima de US$1 bi, com uma relação total de 16 unicórnios em meio a um registro de 13.465 startups em todo o país, de acordo com a StartupBase.



Powered by Publique!