Home - Convergência Digital

QuintoAndar e Codenation oferecem capacitação exclusiva para mulheres em programação

Convergência Digital* - 23/08/2019

A Codenation está com inscrições abertas até 25 de agosto para o AceleraDev Java Women, curso presencial exclusivo para o público feminino oferecido em parceria com o QuintoAndar. A plataforma de aluguel de imóveis irá custear bolsas de estudos para todas as participantes do programa de capacitação na linguagem de programação Java e pode contratar as profissionais que atingirem os melhores resultados. As aulas ocorrerão entre 14 de setembro e 17 de novembro e serão divididas em encontros presenciais, na sede do QuintoAndar, em São Paulo (SP), e conteúdo online. Esta será a 4ª edição presencial do AceleraDev na cidade. As inscrições podem ser feitas no site da startup de educação tecnológica.

Para participar da seleção para o curso, as candidatas devem alcançar um bom desempenho no desafio de inscrição na plataforma da Codenation. As classificadas passarão para a segunda etapa, quando a equipe da startup realiza entrevistas individuais para alinhar expectativas sobre a capacitação e verificar habilidades comportamentais. Trinta mulheres serão selecionadas para o treinamento imersivo alinhado à realidade do mercado de trabalho. As participantes terão aulas semanais, com mentorias para tirar dúvidas, e desenvolverão um projeto em equipe a ser apresentado no final do programa.

"Nós acreditamos que investimentos em capacitação profissional e programas de contratação bem estruturados são uma poderosa ferramenta para aumentar a presença feminina em tecnologia. Queremos inspirar o mercado e estimular que ações como essa sejam cada vez mais frequentes", diz Heloísa Vieira, head de atração de talentos no QuintoAndar. "O mercado está aquecido e há muitas empresas com vagas abertas. Porém, falta mão de obra qualificada. É hora de virar esse jogo", completa a executiva.

"Com o programa, esperamos criar mais oportunidades para todas as mulheres participantes se capacitarem e acelerarem suas carreiras na área tecnológica. Além do contato com outras profissionais em treinamento, elas contarão com o apoio de mentoras que já atuam em empresas do setor e poderão criar conexões com o mercado para o qual estão se preparando", comenta Eduardo Varela, CEO da Codenation. Esta já é a quinta aceleração exclusiva para mulheres promovida pela empresa. A startup está buscando, junto com empresas parceiras, qualificar cada vez mais mulheres para trabalhar no segmento tecnológico.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

24/11/2020
paySmart-Elo promovem maratona de desenvolvimento

04/11/2020
Fusão de startups nacionais cria maior comunidade de Devs da América Latina

02/10/2020
edTech nacional cria escola para formar programadores Web

21/09/2020
Julia, R e Scala: as linguagens de programação para ciência de dados

17/09/2020
Stefanini promove Maratona de Desenvolvimento 2020

11/09/2020
Procura por programador chegou a crescer 157% no Brasil por conta da Covid-19

25/08/2020
São Paulo tem 25 mil bolsas para formar programadores de games

24/08/2020
Escola de programação promove maratona de programação exclusiva para mulheres

06/07/2020
Governo de SP e startup abrem 50 mil bolsas de estudo gratuitas para cursos de programação

26/05/2020
Carrefour vai qualificar gratuitamente 25 mil profissonais de TI

Diversidade e Ciência de Dados: um desafio ao Brasil

Mais mulheres precisam ocupar carreiras em Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática pelo bem do País, incentiva a embaixadora da Women in Data Science da USP (WiDS @USP), Renata Sousa.

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A confiança é ganha com mil atos e perdida com apenas um

Por Luis Banhara*

À medida que o conceito de trabalho se descola dos escritórios, mesmo que parcialmente, surgem novos desafios de segurança. A superfície de ataque foi ampliada.

Destaques
Destaques

Certificação é critério de seleção para encarregado de dados

Ainda que a LGPD não exija qualificação específica, o mercado busca profissionais com conhecimento na área. Formação pode custar até R$ 6 mil, observou Mariana Blanes, advogada e sócia do Martinelli Advogados, ao participar do CD em Pauta.

Teletrabalho: sem regulamentação, sem direitos, sem deveres, sem regras

Depois da nota técnica do MPT alertando para o direito à desconexão, Congresso tenta acelerar a votação dos PLs que tratam do tema, entre eles o PL 3915/20. O tema é complexo. IN 65, do governo federal, repassa os custos com tecnologia para os servidores no home office.

Ministério Público: Teletrabalho exige direito à desconexão

Ministério Público do Trabalho elaborou uma nota técnica direcionada para as “empresas, sindicatos e órgãos da administração pública”.  Na orientação, sugere a adoção de etiqueta digital para orientação de patrões e empregados.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site