Clicky

SEGURANÇA

Crimes cibernéticos: Brasil é passível de represália por não assinar Convenção de Budapeste

Ana Paula Lobo e Pedro Costa, do Rio de Janeiro ... 20/09/2019 ... Convergência Digital

O Brasil erra, e muito, ao não ser signatário da Convenção de Budapeste, que trata globalmente dos crimes cibernéticos, observa o consultor de Segurança Cibernética e professor da pós-graduação de Segurança Cibernétia da UniCarioca, Guilherme Neves. À CDTV, do portal Convergência Digital, durante o Rio Info 2019, realizado nos dias 16 e 17 de setembro, no Rio de Janeiro, o especialista foi taxativo: o Brasil sofre sério risco de represálias e pode ser punido mais à frente por países mais avançados no tema.

"Um tratado global é essencial para a proteção cibernética. O Brasil precisa assinar o quanto antes", observa Guilherme Neves. O especialista fala ainda das simulações que estão sendo feitas no Laboratório Nacional de Defesa Cibernética, localizado no Instituto Militar de Engenharia, no Rio de Janeiro, como simulação de ataques às barragens e as medidas de prevenção.

Quanto às empresas, Guilherme Neves diz que a maior parte ainda esconde os ataques sofridos, mas essa realidade vai mudar com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais. "Doer no bolso é uma medida necessária. Só assim muitos vão entender a necessidade da transparência nessa área", diz. Assistam a entrevista com Guilherme Neves.


TSE admite que ataques hackers podem ter causado instabilidade no e-Título

Tribunal criou uma comissão, presidida pelo ministro Alexandre de Moraes, para acompanhar as investigações sobre ação de hackers. Em nota, o TSE diz que que 'as investidas cibernéticas podem ter ocasionado instabilidades no aplicativo e-Título e no sistema de processo judicial eletrônico (PJe)'.

Muitas empresas só planejam segurança quando dói no bolso e na carne

O diretor da Microhard, Glicério Ruas, diz que a conscientização é o maior gargalo dentro das corporações. Segundo ele, muitas acham que basta ter um antivírus, quando o maior risco, hoje, está na vulnerabilidade de aplicativo.

TSE descarta ataque hacker e diz que pane foi problema técnico

O Tribunal passou por uma instabilidade de sistemas nesta quinta-feira, 12/11. Nota oficial diz que problema foi causado por uma sobrecarga interna no datdacenter e não por interferência externa, no caso, um ataque cibercriminoso.

STJ proíbe uso de notebooks pessoais para evitar novo ataque hacker

Decisão de impedir a entrada dos dispositivos- não está claro se o celular está também proibido- foi tomada pela Secretaria de TI e Comunicação, com a colaboração do Comando de Defesa Cibernética do Exército e do Serpro. Não há prazo para reveter a medida.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G