Home - Convergência Digital

Trabalhadores de São Paulo se mobilizam contra privatização da Dataprev

Convergência Digital - 10/10/2019

Os trabalhadores vão realizar uma assembleia na sede da Dataprev em São Paulo para debater a possível privatização da estatal,com quer o governo Bolsonaro. A Assembleia será nesta sexta-feira, 11/10, e é organizada pelo Sindpd/SP.

"Os funcionários precisam arregaçar as mangas junto com o sindicato e evitar maiores efeitos", advertiu o diretor do Sindicato dos Trabalhadores, Antônio Randolfo das Neves "É preciso alertar os trabalhadores da Dataprev, primeiramente, por terem uma consciência maior do que está em jogo, por lidar com essas informações todos os dias" adicionou o diretor Paulo Roberto de Oliveira.

A Dataprev, Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência, é uma empresa pública que presta serviços de tecnologia da informação e comunicação, com o objetivo de gerar melhores resultados para políticas sociais de todo Brasil e é responsável, por exemplo, de efetuar o pagamento mensal de milhões de benefícios previdenciários e da aplicação do seguro-desemprego online. Fundada em 1974, vem desde então evoluindo seus meios para facilitar a vida do cidadão, na qual está presente diariamente, através de novas tecnologias e programas estratégicos.

Em meados de agosto foi divulgada, pelo Governo Federal, uma lista constando nomes de empresas públicas a serem privatizadas da qual a Dataprev faz parte. Atualmente a estatal armazena dados de aproximadamente 35 milhões de pessoas, gerencia o processamento de informações previdenciárias da Receita Federal, além de ser a maior rede de atendimento público do Brasil.

Para o diretor do Sindpd, Paulo Roberto de Oliveira, a privatização implica em um grande perigo de quebra de sigilo de dados de milhões de brasileiros, "Quando se dá entrada na aposentadoria os bancos, por exemplo, já têm essa informação antes mesmo de uma divulgação oficial e oferecem empréstimo consignado, se a Dataprev sendo pública faz isso, imagine sendo privatizada, onde todos nós poderemos ser expostos por nossas particularidades", afirma.

Sindpd chama a categoria para assembleia
Dia: 11/10 (sexta-feira)
Horário: 10h30
Local: Em frente ao prédio da Dataprev - Rua Dr. Manoel Vitorino, 343, Brás - São Paulo

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

17/12/2020
BNDES vai pagar R$ 8 milhões para preparar a venda do Serpro e da Dataprev

11/12/2020
TCU vê risco à segurança da Informação com vendas do Serpro e da Dataprev

02/12/2020
PPI: Satélite é ponto sensível em venda da Telebras; governo adia privatização do Serpro e da Dataprev

10/11/2020
Com SAS, Dataprev criou uma base analítica unificada com 673 milhões de registros

28/10/2020
Questionada pela Vivo, Dataprev suspende pregão de telefonia e vai mexer no edital

27/10/2020
Dataprev assume erro de processamento e atraso de pagamentos do BEm

26/10/2020
Por dados, OCDE recomenda cautela na privatização de Serpro e Dataprev

22/10/2020
Dataprev abre pregão de R$ 195 mil para telefonia e internet móvel e smartphones

22/10/2020
Dataprev abre pregão de R$ 195 mil para telefonia móvel e smartphones

08/10/2020
Dataprev corre para ficar no jogo da computação em nuvem

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A confiança é ganha com mil atos e perdida com apenas um

Por Luis Banhara*

À medida que o conceito de trabalho se descola dos escritórios, mesmo que parcialmente, surgem novos desafios de segurança. A superfície de ataque foi ampliada.

Destaques
Destaques

Na liderança, curiosidade insana e coragem impactam mais que a competência

Vice-presidente para setor público na AWS, Teresa Carlson, e Indra Nooyi, membro do board da Amazon e ex-CEO e chairman da PepsiCo, admitiram que a Covid-19 tem provocado crises existenciais em muitas pessoas e que, há, sim, um forte e um injusto desequilíbrio para as mulheres.

Média salarial de profissional de TI no Brasil ficou em R$ 4.849,00

Pesquisa nacional, realizada pela Assespro-Paraná e pela UFPR, mostra a desigualdade econômica do país. No Nordeste, em Sergipe, a média salarial é de apenas R$ 1.943.00. Em São Paulo, essa média sobe para R$ 6.061,00. Outro ponto preocupante: a diferença salarial entre homens e mulheres segue acima de dois dígitos.

Certificação é critério de seleção para encarregado de dados

Ainda que a LGPD não exija qualificação específica, o mercado busca profissionais com conhecimento na área. Formação pode custar até R$ 6 mil, observou Mariana Blanes, advogada e sócia do Martinelli Advogados, ao participar do CD em Pauta.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site