Clicky

Home - Convergência Digital

Europa abre espaço para Huawei como fornecedora no 5G

Convergência Digital* - 29/01/2020

A Comissão Europeia divulgou nesta quarta, 29/1, diretrizes voltadas a mitigar riscos de segurança nas novas redes 5G que na prática constituem uma resposta às pressões dos Estados Unidos ao indicar que os países membros são livres para escolherem os fornecedores da tecnologia, sem exclusão daqueles fora do bloco e com a adoção de requerimentos de segurança. 

“Os Estados Membros concordam em fortalecer os requerimentos de segurança, avaliar os perfis de risco dos fornecedores, aplicar restrições para fornecedores considerados de alto risco inclusive com exclusão de ativos críticos como núcleos de redes, e ter estratégias de diversificação de fornecedores”, diz o comunicado publicado nesta quinta. 

A decisão é bastante parecida com a saída adotada pelo Reino Unido e anunciada na véspera – de evitar usar equipamentos no core das redes daqueles fornecedores considerados de ‘alto risco’, qualificador que praticamente virou sinônimo da Huawei devido às fortes pressões do governo dos EUA para que a empresa chinesa seja banida das novas redes. 

“Não estamos escolhendo ninguém, não estamos banindo ninguém”, resumiu o comissário europeu de Mercado Interno – e ex-presidente da France Telecom – Thierry Breton. Assim como fez com relação à posição adotada pelo Reino Unido, a Huawei festejou as diretrizes da Europa como “não tendenciosas e baseadas em fatos”. 

A associação europeia de operadoras de telecom também comemorou. “O processo decisório da Europa sobre o 5G deve continuar sendo baseado em fatos, deve ser proporcional às ameaças e construído com um sólido entendimento sobre a realidade da tecnologia”, disse a ETNO em comunicado. 

* Com informações da Reuters

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

20/01/2021
Operadoras abraçam Open RAN aberto, mas cobram financiamento da União Europeia

19/01/2021
EUA querem dar a faixa de 12 GHz para o 5G

18/01/2021
De saída, Trump amplia bloqueio à Huawei e revoga licenças para componentes

15/01/2021
Teles querem deixar migração das parabólicas para depois do leilão 5G

11/01/2021
Consumidor abre mão de acesso 5G por bateria com mais duração

05/01/2021
Brasileiro será CEO global da Qualcomm a partir de junho

18/12/2020
Abinee: Diferença de custo entre migração e mitigação no 5G é menor do que apontam teles

16/12/2020
Capdeville, CTIO da TIM: "Usamos equipamentos chineses há vinte anos e não há nada que desabone a rede brasileira"

16/12/2020
TIM: dizer que 5G DSS não é o 5G é obrigatório para não queimar a tecnologia

15/12/2020
Ceitec, no RS, tem estrutura para produzir chips 5G

Destaques
Destaques

Uso da faixa de 700 MHz deixa 4G disponível 80% do tempo no Brasil

Segundo a mais recente análise da OpenSignal, TIM tem a rede de quarta geração com maior disponibilidade, 88,2%, à frente da Claro (79%) e Vivo (79,5%), Oi (70,2%). 

Um em cada quatro acessos móveis na América Latina será 5G até 2026

Nova edição do Relatório de Mobilidade da Ericsson aponta que até o final de 2020, mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo já estará usando 5G. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Edição de genes: como o 'reparo' do DNA pelo CRISPR impulsionará a Agricultura

Por Eduardo Prado*

Técnica permite o 'reparo' do DNA com altíssima precisão, o que permite, por exemplo, consertar 'mutações defeituosas' do DNA. A aparecimento da técnica deu um grande alento para o tratamento de doenças genéticas complexas. Estima-se que 6.000 doenças genéticas são causadas por mutações defeituosas, e apenas 5% delas pode ser tratada atualmente (sic!) ..


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site