Home - Convergência Digital

IGTI tem mais de seis mil bolsas subsidiadas para TI

Convergência Digital* - 15/06/2020

Com o trabalho remoto e a necessidade de inclusão digital acelerados com a pandemia de coronavírus, os investimentos em tecnologia tornam-se cada vez mais imprescindíveis, e com isso a necessidade de capacitação dos profissionais também aumenta.

A área de tecnologia é uma das que mais cresce no Brasil nos últimos anos. Porém, quando se trata de investimento em capacitação profissional, a busca por aprimorar os conhecimentos nas diversas áreas relacionadas ao mercado de TI ainda é inferior ao crescimento do mercado. Segundo levantamento do IGTI, escola de pós-graduação a distância voltada para as áreas de tecnologia e inovação, mais de 90% dos profissionais do setor percebe que exige uma carência de conhecimento em tecnologias emergentes. Mas apenas 35% se mobiliza para buscar capacitação, o que reflete um campo enorme de possibilidades para quem quer se capacitar.

Considerando este cenário, o IGTI enxergou uma nova oportunidade de ajudar na capacitação profissional, adotando um novo posicionamento e, com isso, criou um um Programa de Bolsas para Bootcamps, que visa formar profissionais em carreiras de base tecnológica, de forma muito acessível. "O Brasil passa por um déficit de mão de obra qualificada na área de tecnologia, o que com a pandemia ficou mais evidente e também mais urgente. Por isso, estamos investindo cada vez mais na criação dos programas de bootcamps em diferentes áreas da TI, a fim de garantir formação prática e de qualidade para estas pessoas e ajuda no incremento da economia do País." afirma Vinicius Bozzi, CEO do IGTI.

O programa é subsidiado para o aluno, que arca com uma pequena taxa de matrícula, no valor de R$ 100. "Com a manutenção permanente do nosso programa de bolsas, queremos criar uma ponte para preparar e conectar pessoas de todo País para atuar profissionalmente nas melhores empresas de tecnologia. Além disso, o IGTI segue com os programas de pós-graduação e formação avançada, no modelo tradicional pago pelo aluno, para os profissionais que querem tornar-se especialistas e ocupar posições de liderança no mercado de tecnologia." afirma Guilherme Cavalieri, diretor acadêmico do Instituto de Gestão e Tecnologia da Informação.

Para a próxima edição do programa, cuja as aulas têm início na primeira semana de julho, o IGTI, apresenta 13 bootcamps para formar profissionais nas carreiras de Programador de Software para Iniciantes, Desenvolvedor Phyton, Desenvolvedor Full Stack, Desenvolvedor de Business Intelligence, Desenvolvedor Mobile Apps, Desenvolvedor Salesforce, Profissional Devops, Arquiteto de Cloud Computing, Analista de Machine Learning, Cientista de Dados, Analista de Banco de Dados, UX Designer e Analista de Cybersecurity. São oferecidas 500 vagas para cada modalidade e os interessados podem se inscrever no site.

Os cursos terão duração de 2 meses e carga horária de 148 horas, oferecidas 100% online. Com uma abordagem prática e intensiva, o programa permite uma rápida capacitação nas principais tecnologias abordadas no mercado. Para participar é necessário ser maior de 18 anos e obter qualificação em uma prova online de lógica e fundamentos de programação. As inscrições estão abertas até o dia 30 de junho e as vagas serão preenchidas pelos candidatos aprovados na prova qualificatória, por ordem de matrícula.

Serviço:
Bootcamps em tecnologia
Inscrições até 30 de junho pelo site: http://www.igti.com.br/custom/bootcamps-gratuitos/
Início dos cursos: 02 de julho
Áreas de capacitação: Programador de Software para Iniciantes, Desenvolvedor Phyton, Desenvolvedor Full Stack, Desenvolvedor de Business Intelligence, Desenvolvedor Mobile Apps, Desenvolvedor Salesforce, Profissional Devops,Arquiteto de Cloud Computing, Analista de Machine Learning, Cientista de Dados, Analista de Banco de Dados, UX Designer e Analista de Cybersecurity.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

10/05/2021
DPOs e analistas de compliance LGPD estão em alta no mercado de trabalho

07/05/2021
Empresa lança academia para dar oportuniddes de carreira em TI para pessoas com deficiência

06/05/2021
Bootcamps 2021 abre bolsa de estudos para mais de 30 cursos em TI

05/05/2021
Curso para cloud e IA com 1,2 mil vagas gratuitas encerra inscrição no dia 07

04/05/2021
OAT Solutions aposta em capacitação in company por assinatura

03/05/2021
Santander oferece 50 mil bolsas de estudo para capacitação em TI

30/04/2021
Paula Souza e Microsoft abrem inscrições para 1,2 mil vagas gratuitas em cursos de tecnologia

29/04/2021
Bootcamp oferece 15 mil bolsas de estudo para desenvolvedores de software

08/04/2021
Huawei quer formar 2000 profissionais técnicos em FTTH até o final do ano

05/04/2021
Consultoria oferece 40 bolsas de estudo em Testes Automatizados de Software (Web e Mobile)

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Trabalho híbrido, cloud, segurança, 5G: como fica o mercado de TI no Brasil?

Por Mauricio Suga*

A pandemia da Covid-19 e as mudanças decorrentes dela foram grandes aceleradores da transformação digital, tanto no Brasil quanto a nível mundial. Mudamos a maneira como trabalhamos e entendemos o local de trabalho, como gerimos e nos relacionamos com equipes e, também, revisitamos as prioridades de investimentos organizacionais, sejam elas de curto ou longo prazo.

Destaques
Destaques

MP do Governo muda as regras para teletrabalho

A MP 1046/2021 diz que a infraestrutura necessária para a prestação do trabalho remoto tem de estar em contrato firmado previamente ou em até 30 dias depois da mudança do regime de trabalho.

Governo reedita redução de jornadas de trabalho e suspensão de contratos por conta da Covid-19

Programa passa a ter validade a partir desta quarta-feira, 28 de abril e terá validade de 120 dias.Trabalhador que for inserido no programa terá estabilidade de até seis meses.

TIC incorporou 59 mil novos profissionais e gerou 1,62 milhão de empregos em 2020

Apesar da adversidade econômica e social com a Covid-19, TIC manteve a empregabilidade em alta. "Respondemos à desoneração da folha de pagamentos cumprindo o que nos cabia. Gerar empregos", afirmou o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site