Clicky

Home - Convergência Digital

Governo da Itália usa poder de veto e manda empresa cancelar acordo com Huawei

Convergência Digital - 26/10/2020

A Itália impediu o grupo de telecomunicações Fastweb de assinar um acordo para a Huawei fornecer equipamentos para sua rede principal 5G, revelaram três fontes próximas ao assunto à agência Reuters. A decisão, tomada em reunião de gabinete na quinta, 22/10, se deu três semanas após o governo do país confirmar expressamente o alinhamento aos EUA na guerra comercial contra a China. 

O governo italiano usou seus poderes especiais de veto para impedir a Fastweb, a unidade italiana da Swisscom, de implementar um acordo de fornecimento com a empresa chinesa na parte mais sensível de sua rede móvel de quinta geração, disseram as fontes. 

“O governo vetou a operação, pedindo à Fastweb para diversificar seus fornecedores”, disse uma fonte do governo à Reuters. A Fastweb escolheu a Huawei como o único fornecedor para sua rede principal 5G, disseram fontes. Huawei e Fastweb não quiseram comentar.

As medidas impostas pelo governo da Italia às empresas que usam equipamentos Huawei em sua rede 5G incluem restrições a intervenções remotas para corrigir problemas técnicos e um limite de segurança extremamente alto, disseram duas fontes da indústria. 

O maior grupo telefônico do país, a Telecom Italia, em julho deixou a Huawei de fora de uma licitação para um contrato de fornecimento de equipamento 5G para seu núcleo de rede. As empresas de telecomunicações que operam na Itália introduziram cláusulas de isenção em acordos 5G com a Huawei, permitindo-lhes retirar-se caso Roma peça requisitos caros em troca de luz verde, disseram fontes da indústria.

* Com informações da Reuters

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

04/12/2020
Teste na Europa registra 1Gb de velocidade em ondas milimétricas 5G

30/11/2020
Reino Unido endossa NEC no OpenRAN para tirar Huawei e provocar Ericsson e Nokia

30/11/2020
Um em cada quatro acessos móveis na América Latina será 5G até 2026, prevê Ericsson

27/11/2020
Teles: restrição a fornecedores é um risco ao 5G e aos consumidores

26/11/2020
Palo Alto: É um erro enorme repetir o passado e não tornar a nuvem aberta de verdade

24/11/2020
Leilão 5G: Embaixada da China reage forte contra filho do presidente Jair Bolsonaro

24/11/2020
Minicom se diz cobrado por Bolsonaro para fazer o leilão 5G

24/11/2020
Highline compra Phoenix Tower e passa a deter 3,2 mil torres no Brasil

19/11/2020
Qualcomm e Nokia: Ondas milimétricas são a mudança do modelo de negócio no 5G

18/11/2020
Anatel: Cibersegurança em Telecom une teles e os mais de 10 mil prestadores de serviços SCM

Destaques
Destaques

Qualcomm e Nokia: Ondas milimétricas são a mudança do modelo de negócio no 5G

Ondas milimétricas não apenas uma banda a mais para o 5G, mas são a base das novas aplicações com baixíssima latência, diz Francisco Soares, da Qualcomm. Wilson Cardoso, da Nokia, adverte que, até 2025, serão instaladas 200 mil ERBs para atender verticais específicas como a indústria 4.0.

Anatel: Cibersegurança em Telecom une teles e os mais de 10 mil prestadores de serviços SCM

"Não há como fazer obrigação em cibersegurança. O ambiente tem de ser cooperativo e não é apenas com as teles. São mais de 10 mil pequenos prestadores de serviços e eles têm de estar ativos. Temos de ter uma coordenação entre todos os atores", disse o superintendente de Planejamento e Regulamentação da Anatel, Nilo Pasquali.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

5G precisa ser aberto e transparente

Por Fabio Rua

É possível afirmar que estamos vivendo um momento extremamente crucial na história da tecnologia, ainda mais após todo o processo de aceleração digital e transformação exigidos durante o período da pandemia de COVID-19. As decisões que tomarmos hoje sobre como as redes 5G serão construídas em nosso país terão um impacto sem precedentes na transformação dos negócios.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site