Clicky

Home - Convergência Digital

Sancionada, isenção de taxas para internet das coisas vale a partir de 2021

Luís Osvaldo Grossmann - 17/12/2020

Com a sanção da Lei 14.108/20, publicada nesta quinta, 17/12, no Diário Oficial da União, a isenção de taxas sobre dispositivos da internet das coisas começa a valer já a partir de janeiro de 2021. 

É o que prevê a Lei, ao zerar a cobrança de Fistel, Condecine e Contribuição de Fomento para a Radiodifusão Pública. Além da validade a partir de 1º de janeiro próximo, existe previsão dessa não incidência na proposta de Orçamento para o ano que vem – que ainda precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional. 

Nas contas do Ministério da Economia, materializadas na PLOA 2021, a isenção das taxas foi considerada em valor de R$ 118 milhões para o exercício. A Lei prevê que não haverá cobrança das taxas por um período de cinco anos, até 2025. 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

03/03/2021
Deutsche Telekom investe em roaming para ser global com NB-IoT

12/02/2021
Anglo American contrata a TIM para cobertura 4G LTE no Brasil

08/02/2021
Por IoT global, japonesa compra fabricante britânica de chips da Apple, Samsung e Xiaomi

15/01/2021
TIM entra na disputa pela gestão da iluminação pública com rede de IoT

17/12/2020
Teles questionam vetos do governo ao uso do FUST em inclusão digital

17/12/2020
Sancionada, isenção de taxas para internet das coisas vale a partir de 2021

03/12/2020
Provedora de IoT Cubic Telecom contrata infraestrutura da TIM para atuar no Brasil

19/11/2020
Congresso aprova isenção de taxas para internet das coisas até 2025

17/11/2020
Senado pauta PL do Fust e isenção de taxas para IoT

29/10/2020
Nova regra da Anatel reforça que IoT é valor adicionado para fugir de ICMS

Destaques
Destaques

5G será muito mais B2B e vai injetar R$ 13,5 bilhões no mercado nos próximos dois anos

Finalmente o 5G entrou na lista das dez previsões para os mercados de Tecnologia e Informação e Telecomunicações da IDC para 2021/2022. Consultoria prevê que a receita virá de novos negócios com IA, IoT, cloud, segurança, robótica e realidade aumentada e virtual.

5G só começa depois de garantia de recepção nas parabólicas

Pelo cronograma previsto na proposta de edital, oferta do 5G tem início 300 dias depois de formalizada a ‘compra’ das frequências – portanto no segundo semestre de 2022.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Previsões para 5G Core (5GC) e redes móveis em 2021

Por Ivan Marzariolli*

A maioria das teles com 5G escolheu o que é chamado de implementação “não autônoma”.  É um híbrido de 4G e 5G que permite oferecer muitos recursos 5G aos assinantes, enquanto ainda aproveita o investimento existente em seu core de pacote 4G. Operadoras estão ansiosas para aproveitar as vantagens do 5GC (SA ou autônomo) - maior agilidade de serviço e custos mais baixos.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site