Clicky

Home - Convergência Digital

Huawei evita confronto e diz que aguarda as demandas e os critérios para rede privada do governo

Ana Paula Lobo - 10/03/2021

A Huawei adotou a cautela e preferiu não entrar em confronto com o governo pela rede privada. Ao participar de evento online realizado pelo Instituto de Relações Internacionais e Comércio Exterior- IRICE, com a coordenação de Rubens Barbosa, nesta quinta-feira, 10/03, o diretor de Cibersegurança da Huawei Global, Marcelo Motta, disse que aguarda a divulgação das demandas e dos critérios para definir o interesse com relação à rede privada do Governo.

"Se os critérios forem técnicos e não discriminatórios, temos a governança corporativa necessária para participar de qualquer licitação no Brasil. Mas existem os critérios políticos. Precisamos esclarecer mais como será o processo", pontuou Motta. O executivo elogiou a decisão do governo brasileiro de adotar o caminho do livre mercado com relação ao 5G por parte das operadoras de telecomunicações. "Na visita que fez a diferentes fornecedores, inclusive a Huawei, o ministro das Comunicações, Fabio Faria, disse que todos atendiam os critérios de segurança cibernética internacional".

O Superintendente de Controle de Operações-SCO da Anatel, Gustavo Borges, esclareceu um ponto relevante. Segundo ele, o governo não vai exigir participação em bolsa de valores, mas, sim, os requisitos de governança corporativa equivalentes às das empresas que atuam no capital aberto. "Temos um exemplo aqui. A Claro, uma das principais operadoras do País, não está na B3, mas ela tem governança corporativa e regras transparentes de atuação no mercado", adicionou.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

06/05/2021
Para Minicom, 90% das antenas do 5G são isentas de licença

05/05/2021
TIM: 5G ‘puro’ é mais barato e rivais reclamam porque não fizeram VoLTE no 4G

05/05/2021
Huawei:5G exige empresas locais para aplicações e geração de talentos

05/05/2021
Um poço sem fundos no leilão 5G

05/05/2021
Índia libera testes de 5G no país só com fornecedores de fora da China

04/05/2021
Minicom pressiona TCU por edital e leilão do 5G em julho

04/05/2021
GE testa rede de ondas milimétricas da Verizon para novos serviços no 5G

03/05/2021
Na disputa do 5G, Apple lidera e chinesas ultrapassam a Samsung

28/04/2021
Futuro com 5G não será um nirvana, tampouco um apocalipse

28/04/2021
Sob pressão dos EUA, lucro da Huawei volta a cair no primeiro trimestre de 2021

Destaques
Destaques

América Latina se divide sobre uso de ondas milimétricas

Debate com representantes do México, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Argentina e Brasil mostrou que bandas altas no 5G, como 26 GHz, está longe de unanimidade na região.  Colômbia, que prevê leilão 5G no final do ano, não planeja vender a faixa de 26GHz.

Brasil está fora dos países liberados pela Espanha para o Mobile World Congress

Programado para acontecer de 28 de junho a 01 de julho, o organizador, GSMA, fechou um acerto com as autoridades espanholas para isentar os participantes das restrições impostas às pessoas de fora da União Europeia.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Futuro com 5G não será um nirvana, tampouco um apocalipse

Por Paulo Mannheimer*

O futuro, com 5G, não será nem o Nirvana dos Jetsons nem o apocalipse de "O Exterminador do Futuro". "Blade Runner" continua sendo minha maior aposta.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site