Clicky

GOVERNO » Compras Governamentais

Dataprev nega vazamento de dados e descarta suspender compra de biometria

Luís Osvaldo Grossmann ... 06/09/2019 ... Convergência Digital

Em resposta ao Idec, que notificou a Dataprev para suspender um processo de compra de solução de biometria, por temer os riscos de vazamentos de dados, a estatal descartou a medida. Alegou que possui segurança “robusta”, com datacenters top de linha e que não pode ser acusada por fraudes de vazamentos de dados de beneficiários do INSS. 

“A Dataprev informou que conta com um robusto sistema de segurança e proteção de informações” e que “os data centers da empresa foram implementados observando os mais altos padrões tecnológicos (...) possuindo o selo de qualidade TIER 3”, diz a empresa, em nota. 

O Idec quer evitar o uso da biometria sob alegação de que os dados de aposentados e pensionistas já são alvo de recorrentes vazamentos e que isso se deve a “vulnerabilidade da segurança das informações sob responsabilidade da Dataprev”.

Na resposta ao instituto de defesa do consumidor, a Dataprev rejeita o argumento. “Não é razoável atribuir o vazamento de dados de beneficiários do INSS a possíveis falhas de soluções tecnológicas da Dataprev, pois - como se demonstrou –, a empresa garante os níveis necessários de segurança às informações gerenciadas. Se há eventuais vazamentos de dados e fraudes, trata-se de casos pontuais e específicos de desvio de conduta ética, que são alvo de enfrentamento pelas autoridades competentes, dentre elas o Ministério Público e a Polícia Federal”.

Responde, assim ,que “não vislumbra impedimentos à continuidade da preparação da licitação para contratação de solução de tecnologia de multibiometria”, processo em fase de consulta pública – a empresa recebeu cotações de preços de fornecedores para a preparação de um futuro edital. 

“A contratação da solução tem como objetivo possibilitar o uso de biometria digital e facial para a realização da prova de vida pelos 35 milhões de beneficiários do INSS. Aatualmente, a comprovação é obrigatória e feita anualmente. Com a tecnologia, os idosos poderão cumprir a exigência sem precisar se deslocar até uma agência bancária”, completa a Dataprev.


Plano do Ceitec é manter 105 empregados até leilão da estatal em setembro

Em audiências de conciliação no TRT-RS, trabalhadores defenderam a transferência, mas governo ainda resiste à proposta. Estatal em liquidação insistiu na demissão de 33 funcionários, suspensa pela Justiça.

ANPD define listas tríplices para vagas no Conselho Nacional de Proteção de Dados

Dos 122 indicados, Autoridade aprovou 39, de onde sairão os 13 escolhidos pelo presidente Jair Bolsonaro.  Brasscom, Federação Assespro, ConTIC e Feninfra estão entre os selecionados.

LGPD: cidadão vai controlar dados pessoais pelo portal Gov.br

Promessa é secretário de governo digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro. Plataforma permitirá ao cidadão revogar autorizações, ou reclamar à CGU.

Economia será o 'tinder' do financiamento para evitar desperdício no governo digital

“Não faz sentido um estado investir em uma identidade digital se já temos uma no governo, ou dois municípios gastarem com plataforma de gestão de tributo local”, explica o secretário Luis Felipe Monteiro.

Estados e municípios vão ficar com US$ 1 bilhão do BID para digitalização

Ao Convergência Digital, o secretário de governo digital, Luis Felipe Monteiro, assegura: “Impacto na economia vai chegar a R$ 100 bilhões."



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G