Clicky

Convergência Digital - Home

Uso de nuvem cresce em empresas de todos os portes no Brasil

Convergência Digital
Luís Osvaldo Grossmann - 28/04/2020

A nova pesquisa TIC Empresas, divulgada nesta terça, 28/4, pelo Cetic.br, braço de estudos do NIC.br, mostra que o uso de diferentes serviços providos por meio de computação em nuvem vai aos poucos se espalhando por diversos portes de empresas no Brasil. 

Os indicadores relativos a 2019 mostram um aumento no uso de diversas ferramentas na comparação com o levantamento anterior, de 2017. O uso de email em nuvem passou de 27% para 39% das empresas, enquanto o armazenamento de arquivos ou bancos de dados cresceu de 25% para 38%. 

Ainda segundo a pesquisa, o uso de software de escritório em nuvem ampliou-se de 20% para 27% entre 2017 e 2019. Assim como também cresceu o uso de capacidade de processamento em nuvem, de 16% para 23% na mesma comparação. 

“Vários serviços tradicionais usados hoje pelas empresas são oferecidos em nuvem. Mas vale destacar a capacidade de processamento, que pode ser entendido como um uso mais qualificado, mas que já entra na rotina. Mesmo considerando-se que nuvem ainda é um serviço concentrado em grandes empresas, há crescimento”, avalia o gerente da pesquisa, Leonardo Lins. 

A pesquisa entrevistou 7 mil empresas com 10 ou mais empregados – portanto, abrangendo pequenas, médias e grandes empresas. E de fato os percentuais de utilização de nuvem são maiores quanto maior o porte da organização entrevistada. 

Mas como ressaltado pelo gerente da pesquisa, mesmo nas pequenas o uso da nuvem vai sendo disseminado. Assim, se o email em nuvem está em 63% das grandes empresas, é um serviço que faz parte de 54% das médias mas também é realidade para 36% das pequenas. 

Da mesma forma, no caso de armazenamento de arquivos, a nuvem é usada por 54% das grandes, 48% das médias e por 36% das pequenas empresas. Cenário semelhante para software de escritório – 39%, 32% e 26% – e para capacidade de processamento, presente em 37%, 29% e 22% das empresas, respectivamente. 


LEIA TAMBÉM:
Destaques
Destaques

Sky nega venda de data center e quer ter 100% dos sistemas na nuvem em 2022

"O projeto era ter tudo este ano, mas tivemos que rever por conta da pandemia. Vamos ficar com 80% dos sistemas de TI na nuvem da Oracle. Mas isso não significa que vamos nos desfazer do nosso data center. Ele será realocado para a Engenharia", afirmou André Nazaré, diretor de TI da Sky Brasil.

Teradata é 100% cloud e open source

Há 40 anos no Brasil, empresa disse adeus ao hardware para ser uma companhia de software e de computação em nuvem. "Boa parte das empresas trata os dados como uma mercadoria. Eles estão em silos, mal gerenciados e inacessíveis para quem precisa", observa o diretor geral da Teradata no Brasil, Fabio Oliveira.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Cloud é bom, mas quem gerencia?

Edmilson Santana*

Se a nuvem soluciona problemas de um lado, de outro sua operação demanda a formação de um time capaz de traduzir demandas de negócio em continuidade operacional, e isso de forma ágil, produtiva e consistente.

Como a IaaS está alinhada ao seu negócio?

Por Fábio Lucinari*

Cada vez mais é preciso considerar que as opções convencionais de TI tendem a ser ineficientes no trabalho de auxiliar as companhias a se adaptarem às necessidades e aos desafios do cenário atual. Infraestrutura como serviço oferece soluções projetadas sob medida e aprimoram o consumo da área de tecnologia.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site