Clicky

GOVERNO

Agência Espacial abre edital para lançamentos comerciais na base de Alcântara

Luís Osvaldo Grossmann ... 26/05/2020 ... Convergência Digital

A Agência Espacial Brasileira abriu edital para oferta de lançamentos comerciais a partir da base de Alcântara, no Maranhão. Nesse sentido, o edital “tem o objetivo de identificar as empresas, nacionais ou estrangeiras, que tenham interesse em realizar operações no centro espacial brasileiro. 

Por acordo com o Comando da Aeronáutica, cabe à AEB realizar as tratativas iniciais com as empresas. A oferta envolve lançamentos suborbitais e orbitais empregando o Centro Espacial de Alcântara e o processo aberto trata das informações sobre o processo contratual, incluindo os processos de licenciamento e autorização para lançamento espacial. 

“O CEA consiste no conjunto de bens e serviços utilizados para o lançamento de veículos espaciais não militares em território nacional, proporcionando uma infraestrutura necessária para dar suporte às atividades específicas de empresas de lançamento. Essa condição é necessária para viabilizar a inserção brasileira no mercado internacional e regional na área espacial”, diz a AEB, em comunicado.

A preparação do uso comercial da base é fruto direto do acordo de salvaguarda tecnológica firmado entre o Brasil e os Estados Unidos e aprovado pelo Congresso Nacional no fim de 2019. O acordo permite a qualquer empresa do mundo a realização de lançamentos de artefatos espaciais contendo tecnologias sensíveis norte-americanas. 

O chamamento é uma primeira etapa. As interessadas ainda precisam de uma licença. Depois dessa fase é que vem a negociação comercial, a ser feita diretamente com o Comando da Aeronáutica – com quem o contrato será efetivamente firmado. 

Segundo a nota técnica do edital, “nesse primeiro momento, o Chamamento Público terá uma data de abertura e uma data de encerramento, período de aproximadamente de dois meses. Outros chamamentos poderão ser abertos, em período posterior, para captar novos interessados”. 


LGPD: cidadão vai controlar dados pessoais pelo portal Gov.br

Promessa é secretário de governo digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro. Plataforma permitirá ao cidadão revogar autorizações, ou reclamar à CGU.

Economia será o 'tinder' do financiamento para evitar desperdício no governo digital

“Não faz sentido um estado investir em uma identidade digital se já temos uma no governo, ou dois municípios gastarem com plataforma de gestão de tributo local”, explica o secretário Luis Felipe Monteiro.

Estados e municípios vão ficar com US$ 1 bilhão do BID para digitalização

Ao Convergência Digital, o secretário de governo digital, Luis Felipe Monteiro, assegura: “Impacto na economia vai chegar a R$ 100 bilhões."

Deputados aprovam urgência para o PL de privatização dos Correios

União teria a obrigação de  prover o serviço postal universal, que inclui encomendas simples, cartas e telegramas. Todos os outros produtos poderão, se o PL 591/21 for de fato aprovado no Congresso Nacional, serem repassados à iniciativa privada.



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G