Clicky

Convergência Digital - Home

Qintess compra CSC Brasil por Analytics, Ciência de Dados e transformação digital

Convergência Digital
Convergência Digital* - 31/07/2020

A Qintess, resultado da união do Grupo Cimcorp e Resource, anunciou nesta sexta-feira, 31/07, a aquisição de 100% das operações da CSC Brasil, empresa nacional com mais de 30 anos de atividades, e com especialização em soluções de Business Intelligence, Analytics e Machine Learning, de Digitalização e Automação de Processos e de Gerenciamento de Serviços. Os valores da aquisição não foram revelados.

Com a CSC Brasil, a Qintess passa a ser, por exemplo, parceira da DataRobot - plataforma que permite a criação fácil e rápida de modelos preditivos precisos tirando proveito da automação de Machine Learning e com a BMC. Nos últimos anos, a Qintess fez uma série de aquisições, entre elas, Getronics, Sopho e Damovo.

No informe da aquisição, a Qintess diz que a iniciativa é para tornar a empresa, com atuação na América Latina, uma das mais competitivas no processo de transformação digital Um dos primeiros atos da compra é a ativação de uma plataforma chamada Qintess Analytics & Decision Science (QADS), que combinará as soluções de analytics presentes no atual portfólio da Qintess, com as da CSC Brasil.

O objetivo é oferecer aos clientes soluções de consultoria estratégica para tirar o maior proveito dos seus ativos de dados, por meio de soluções de Business Solutions, Data Visualization, Process Mining, Automation, Machine Learning, Deep Learning e Inteligência Artificial.

"Nos preparamos para atuar em diversos aspectos das organizações, quebrando os silos de onde os dados se encontram, habilitando uma cultura data-driven e implementando soluções que vão desde a estruturação de dados, integração, tratamento e saneamento, até a aplicação de práticas de governança", diz Rogério Dias, Chief of Staff da Qintess. A aquisição se soma à estratégia da companhia, que prevê uma taxa média de crescimento de receita de 20% por ano, até 2023. E para 2020, a expectativa é de um incremento de 10% no faturamento.


Destaques
Destaques

Sky nega venda de data center e quer ter 100% dos sistemas na nuvem em 2022

"O projeto era ter tudo este ano, mas tivemos que rever por conta da pandemia. Vamos ficar com 80% dos sistemas de TI na nuvem da Oracle. Mas isso não significa que vamos nos desfazer do nosso data center. Ele será realocado para a Engenharia", afirmou André Nazaré, diretor de TI da Sky Brasil.

Teradata é 100% cloud e open source

Há 40 anos no Brasil, empresa disse adeus ao hardware para ser uma companhia de software e de computação em nuvem. "Boa parte das empresas trata os dados como uma mercadoria. Eles estão em silos, mal gerenciados e inacessíveis para quem precisa", observa o diretor geral da Teradata no Brasil, Fabio Oliveira.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Cloud é bom, mas quem gerencia?

Edmilson Santana*

Se a nuvem soluciona problemas de um lado, de outro sua operação demanda a formação de um time capaz de traduzir demandas de negócio em continuidade operacional, e isso de forma ágil, produtiva e consistente.

Como a IaaS está alinhada ao seu negócio?

Por Fábio Lucinari*

Cada vez mais é preciso considerar que as opções convencionais de TI tendem a ser ineficientes no trabalho de auxiliar as companhias a se adaptarem às necessidades e aos desafios do cenário atual. Infraestrutura como serviço oferece soluções projetadas sob medida e aprimoram o consumo da área de tecnologia.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site