Clicky

Convergência Digital - Home

CGU passa a armazenar dados no Brasil com novo datacenter da Microsoft

Convergência Digital
Convergência Digital - 18/11/2020

A Microsoft informou nesta quarta, 18/11, que com a instalação de um novo datacenter no Brasil, no Rio de Janeiro, clientes como a Controladoria Geral da União (CGU) passarão a ter seus principais dados de clientes armazenados localmente nas próximas semanas.

“Com a disponibilização do Microsoft 365 nesta nova região, a parceria com a Microsoft nos permitirá armazenar dados no Brasil. Essa iniciativa chega em um momento em que a transformação digital se torna ainda mais imprescindível possibilitando agilidade e respostas seguras”, afirma o diretor de Tecnologia da Informação da CGU, Henrique Rocha.

Segundo a MS, a partir de hoje a empresa disponibilizará serviços do Microsoft 365 com dados de clientes armazenados em repouso no Brasil para os principais serviços online, incluindo conteúdo do cliente no Exchange Online, SharePoint Online e OneDrive for Business. Os bate-papos do Microsoft Teams, mídia, imagens e dados de gravação de reuniões também serão armazenados no país. 

“A disponibilidade do Microsoft 365 na nova geografia no Brasil dá suporte às empresas para implementar inovação em seus respectivos setores e mover seus negócios para a nuvem, ajudando a atender às necessidades regulatórias, de segurança e de conformidade”, diz a Microsoft. 

O Microsoft 365 Multi-Geo também estará disponível na nova geografia do Brasil até o primeiro trimestre de 2021. Este serviço permite que os clientes configurem as geografias onde seus dados de usuário do Microsoft 365 são armazenados em repouso, por usuário, tudo em um único local. A Microsoft continuará a estender os recursos de suas ofertas globais, oferecendo Dynamics 365 e Power Platform do Brasil no primeiro semestre de 2021. 


Destaques
Destaques

Multinuvem do Serpro vai concorrer com a do Ministério da Economia

Estruturada a parceria com AWS, Huawei e Azure, da Microsoft, estatal passa a disputar contratos com órgãos públicos, em briga direta com nuvem licitada e gerida pela Secretaria de Governo Digital.

Por que se tornar uma empresa data-driven?

Data-driven ou orientada a dados. É esse o novo lema das companhias que, cada vez mais, estão armazenando e analisando dados em busca de insights de negócios. Mas o que as empresas devem fazer para abraçarem os dados de forma a promover benefícios estruturais e longevos? A resposta não é simples.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Serviços SaaS, proteção de dados e a LGPD

Por Eder Miranda*

Ter um plano abrangente de proteção adicional de dados para as plataformas SaaS é vital para os negócios, uma vez que as empresas não podem abrir sem ter o controle sobre o que está sendo protegido e sobre a maneira como isso está sendo feito pelos fornecedores de software como serviço.

Cloud é bom, mas quem gerencia?

Edmilson Santana*

Se a nuvem soluciona problemas de um lado, de outro sua operação demanda a formação de um time capaz de traduzir demandas de negócio em continuidade operacional, e isso de forma ágil, produtiva e consistente.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site