Clicky

INCLUSÃO DIGITAL

Internet no Brasil vive uma onda de impunidade e agressividade

Ana Paula Lobo e Pedro Costa ... 12/02/2021 ... Convergência Digital

Apresentadora gamer há sete anos e maior host de eSports da América Latina e terceira maior do mundo, Nyvi Estephan, admite: a Internet vive uma onda de impunidade e as pessoas estão ficando extremamente agressivas. Segundo ela, que participou do DISI 21, realizado pela RNP- Rede Nacional de Pesquisa, combater a toxicidade da Internet é crucial.

"Você aprende na vida que se der um soco na cara de um colega na escola, vai levar outro ou será punido. Mas as pessoas acham que podem ofender e ameaçar na Internet que não vão ser punidas e isso está chegando às crianças e aos adolescentes. O problema é que o discurso de ódio é crime cibernético e tem punição sim. Ofender não é normal e eu sempre falo sobre isso no meu universo de jogos online. Perder frustra, irrita, mas é da vida", conta Nyvi Estephan.

Para a youtuber só há uma saída para reduzir a toxicidade da Internet: a conscientização. Nyvi Estephan faz uma advertência aos pais afirmando que é preciso ensinar aos filhos as regras do jogo. "Se a criança comete um crime cibernético, são os pais que vão ser responsabilizados. O controle é absolutamente necessário", reforça.

Mesmo mostrando o lado mais sombrio da Web, Nyvi Estephan faz questão de dizer que os games trazem muitos benefícios às crianças, uma vez que os jogos online ensinam a lidar com as frustrações e exigem raciocínio lógico que outras atividades não trabalham. "Em um país onde boa parte da população não tem um ensino de qualidade, os games têm benefícios óbvios e coibir o acesso a eles é muito pior". Assistam a entrevista com a youtuber Nyvi Estephan.


Carreira
Empresa de TI é obrigada a pagar PLR depois de disputa judicial

Sonda do Brasil terá de pagar PLR para 1791 trabalhadores, referente ao ano de 2014, depois de disputa judicial com o Sindp/SP. Outras oito ações seguem tramitando na Justiça.

Toxicidade da Internet: seu filho pode não ser a vítima, mas o agressor

"Tem uma série de regras de educação, valores da família, formas de se comportar que não valem só para o jogo, para a rede social, valem para a vida”, diz a professora e psicoterapeuta, Ivelise Fortim.

Cert.br: Pais aprendam com as crianças a fazer uma Internet Segura

"Vamos ouvir mais do que falar. Os pais precisam fazer os filhos falarem como atuam na Internet. É uma aprendizagem mútua e necessária", recomenda a analista de segurança Miriam von Zuben. 

Mais de 70% das escolas no Brasil assumem casos de cyberbullying

É imperativo que se trate a Internet como um lugar real e que se responsabilize as pessoas pelos seus atos para evitar os ataques, observou a especialista em comportamento e psicopedagoga Érica Alvim.

Internet está longe de ser ruim para crianças e adolescentes

"Há milhares de aplicações positivas na Internet. O segredo é educar e conscientizar", sustenta o gerente de segurança do CAIS/RNP, Edilson Lima.

Internet Segura: Diálogo é a vacina dos pais contra ameaças virtuais às crianças

Em sua 15ª edição, o Dia Internacional de Segurança em Informática, promovido pela RNP, discutiu como a prevenção é fundamental em tempos de crianças e adolescentes hiperconectados.

Brasil é um dos países mais agressivos na Internet

País é o 25º em 32 países analisados em estudo produzido pela Microsoft. Por aqui, 41% acham que ataques e desinformações cresceram com a pandemia, enquanto 26% apontam que atitudes melhoraram. 



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G