Clicky

Convergência Digital - Home

Memora compra startup carioca ORAEX atenta à demanda de serviços na nuvem

Convergência Digital
Convergência Digital - 07/04/2021

Com sede em Brasília e cinco escritórios no Brasil e um na Europa, a Memora Processos Inovadores, empresa nacional do setor de TI com atuação no setor público, comprou a ORAEX Cloud Consulting, fundada em 2010, no Rio de Janeiro, com especialização em infraestrutura tecnológica e cloud computing e uma carteira de clientes no setor privado que inclui Magalu, GETNET, Santander e Grupo Ultra, entre outros. Os valores da transação não foram revelados, mas, a partir da negociação, a Memora estima para 2021 um faturamento global de R$ 100 milhões. Já a ORAEX vem num forte crescimento de 150% entre 2017 e o ano passado.

Especializada em gestão de processos e transformação digital no setor público, atendendo grandes contratos para clientes como Ministérios da Economia, da Saúde, da Educação e do Desenvolvimento Social, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Governos do Distrito Federal, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso e empresas como Itaipu Binacional, NET, Claro e Vale, a Memora, com a aquisição, amplia participação no setor privado e avança em sua internacionalização. É que a ORAEX tem clientes e escritórios nos EUA e está prestes a assinar um contrato na Austrália. Ainda para este ano, estão na mira contratos na Argentina e no México.

"Além de uma carteira sólida de clientes e do crescimento exponencial nos últimos anos, vimos  no modelo de negócios da ORAEX um grande atrativo para a negociação. A especialidade da empresa em cloud computing possibilita almejar a conquista de novos clientes, inclusive no mercado internacional.", explica o fundador e CEO da Memora, Jeovani Salomão.

Na negociação de aquisição, os sócios da ORAEX passam a integrar o quadro de acionistas da Memora, fortalecendo a empresa com suas expertises. "A operação de M&A por parte da Memora traz inúmeros benefícios para ambas as empresas, mas falando em específico da ORAEX, teremos uma grande adição de valor em vários aspectos de nossa operação. É possível dizer que em curto prazo já teremos grandes impactos em nossa projeção de crescimento e nas ofertas que podemos levar ao mercado, e principalmente, melhorar ainda mais o nosso posicionamento junto aos clientes que já estão conosco", comemora Athos João, diretor da ORAEX.

"Não vamos interferir na gestão da ORAEX que vem sendo muito bem conduzida, vide o crescimento exponencial nos últimos anos. Queremos, sim, abrir contatos e contratos novos. Vamos proporcionar a robustez necessária para grandes negócios", complementa Jeovani Salomão. Ele conta que todo o processo de M&A durou apenas um mês e cinco dias, já que as empresas já faziam negócios entre elas. O plano de expansão da Memora para os próximos meses é ambicioso. Além da presente negociação, o grupo está avaliando parcerias estratégicas com outras empresas, particularmente nas áreas de: Gamificação, BlockChain, Big Data e Inteligência Artificial.


Destaques
Destaques

Sky nega venda de data center e quer ter 100% dos sistemas na nuvem em 2022

"O projeto era ter tudo este ano, mas tivemos que rever por conta da pandemia. Vamos ficar com 80% dos sistemas de TI na nuvem da Oracle. Mas isso não significa que vamos nos desfazer do nosso data center. Ele será realocado para a Engenharia", afirmou André Nazaré, diretor de TI da Sky Brasil.

Teradata é 100% cloud e open source

Há 40 anos no Brasil, empresa disse adeus ao hardware para ser uma companhia de software e de computação em nuvem. "Boa parte das empresas trata os dados como uma mercadoria. Eles estão em silos, mal gerenciados e inacessíveis para quem precisa", observa o diretor geral da Teradata no Brasil, Fabio Oliveira.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Cloud é bom, mas quem gerencia?

Edmilson Santana*

Se a nuvem soluciona problemas de um lado, de outro sua operação demanda a formação de um time capaz de traduzir demandas de negócio em continuidade operacional, e isso de forma ágil, produtiva e consistente.

Como a IaaS está alinhada ao seu negócio?

Por Fábio Lucinari*

Cada vez mais é preciso considerar que as opções convencionais de TI tendem a ser ineficientes no trabalho de auxiliar as companhias a se adaptarem às necessidades e aos desafios do cenário atual. Infraestrutura como serviço oferece soluções projetadas sob medida e aprimoram o consumo da área de tecnologia.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site